03 julho 2006

Avaliando os vinhos

Os critérios escritos aqui no início do blog foram transferidos para a página "Avaliando", que pode ser acessada clicando na barra superior.

Saúde!!!

5 comentários:

Anônimo disse...

Por que vc não adota a pontuação em escalas de 20, como fazem na Europa? Fica mais precisa a análise, não?

Pedro Loureiro-MG

Evandro disse...

Parabéns pelo blog! Muito útil para todos os apreciadores de vinho como nós. Em primeiro lugar, quero deixar registrado que pontuo os vinhos que bebo da mesma forma que é feito aqui, acho mais simples e fica o registro das impressões que tive. Em segundo, partilho das mesmas impressões em relação ao Alandra tinto e ao Santa Alícia Merlot (embora eu ache que este mereça 4,5). Anotei várias sugestões suas para "garimpar" alguns vinhos no mercado. Minhas sugestões de vinhos brancos bons e baratos: Callia Alta Chardonnay/Torrontés 2004 (ARG), Etchart Privado Torrontés 2006 (ARG), Fortaleza do Seival Pinot Grigio 2006 (Miolo). Vinhos tintos: Santa Helena Siglo de Oro C.S. 2004, Concha y Toro Casillero del Diablo Merlot 2005, Etchart Privado C.S. 2005, Fortaleza do Seival Tannat 2005, Lídio Carraro Reserva da Serra C.S. 2004, entre outros. Mais uma vez parabéns pela iniciativa.

Vinho para Todos disse...

Caro Evandro, agradeço a visita e os comentários. Vou procurar algumas de suas sugestões. Quem sabe não comento alguma no blog?
Quanto ao Santa Alícia, depois de comentar abri outras garrafas. Também fiquei com a impressão de que mereceria 4,5 taças na avaliação. Mas deixei como estava, evitando mudar uma avaliação, porque sempre ficamos tentados a isso, não é?
Dia desses encontrei um Etchart Privado Torrontés, mas era da safra 1999. Fiquei com receio de comprar, pois não dá pra confiar nas condições de armazenamento.
Abraço.

Thais disse...

Que maravilha, ler sobre vinhos que conheço ou posso conhecer.
Isso é realmente maravilhoso!
Thaís

Vinho para Todos disse...

Tahis, obrigado pela visita e comentário. É muito bom saber que as pessoas compartilham do mesmo sentimento que o meu a respeito dos vinhos inacessíveis: provavelmente nunca vamos bebê-los. Então, devemos procurar qualidade naqueles que nossos bolsos conseguem alcançar.
Aguardo novos comentários.
Saúde!!!