28 setembro 2006

Casa de Amaro Chardonnay 2003

Desde o início deste blog ensaio postar um comentário sobre esse vinho. A razão é simples: a gaúcha Casa de Amaro tem sido uma vinícola muito citada em revistas especializadas, enaltecendo seus vinhos. Mas parece que não tive muita sorte. Pior, comprei duas garrafas e presenteei minha sogra com uma delas.
Produzido em Flores da Cunha (RS), é elaborado com 100% da variedade Chardonnay.
No copo, demonstrou-se límpido, de coloração amarelho palha. Os aromas, no entanto, não se revelaram atraentes. Nada de frutas cítricas e flores brancas, como a próprio vinícola propaga. Um vinho duro, ácido, com incômodo amargor e excessivamente seco. Nada da delicadeza típica da chardonnay. Me custou R$ 16,00 e não compraria outro.
Torço para ter sido um engano, um azar, um problema de armazenamento. Peço aos leitores que me dêem boas notícias deste vinho, caso tenham.
Degustado em 11 de abril de 2006.

2 comentários:

Anônimo disse...

Bom,em primeiro lugar quero dizer que todos tem direito de dizer ou não suas opinioes,mas a minha não é a mesma que a pessoa acima,tomo vinho CASA DE AMARO desde 2001 e acho maravilhoso,sem contar também os ESPUMANTES,são perfeitos...De repente meu caro amigo,você não teve sorte e comprou um vinho "VINAGRADO",isso pode acontecer,as vezes por uma má armazenagem ou até mesmo,por uma bactéria...Entre em contato com a vinícola,com certeza eles irão te esclarecer e te reembolsar!!!!

Vinho para Todos disse...

Caro Anônimo, fico feliz de receber um comentário sobre esse vinho após 2 anos da postagem.

Concordo com você: todos tem direito de dar opiniões e gosto quando alguém discorda de mim, porque posso MESMO estar errado. Sou democrático (ou pelo menos tento ser).

Talvez tenha comprado uma garrafa mal armazenada, talvez tenha dado azar. Vou experimentar algum outro vinho da vinícola e farei o comentário. Quem sabe não concordemos dessa vez? Talvez...

Grande abraço e obrigado pela visita e comentário.

Saúde!!!