03 setembro 2006

Quinta do Cachão Tinto 2002

Guardei por vários meses esta garrafa do promissor tinto da Sociedade Agrícola e Comercial dos Vinhos Messias, que produz, desde 1926, nas principais regiões demarcadas de Portugal, como este D.O.C produzido no Dão. A "Quinta do Cachão" situa-se à beira rio, no Cima Corgo, a mais inóspita, profunda e bela região do Douro e foi plantada pela primeira vez em 1845. É um tinto das castas touriga nacional, tinta roriz, tinta barroca e tinta cão, tradicionais variedades portuguesas.
No copo se mostrou de cor granada, transparente e límpido, com intensa formação de lágrimas e sensação de ser bastante untuoso. No exame olfativo, no entanto, não se concretizou a promessa, pois possui aromas frutados bastante tímidos, lembrando frutas secas.
Na boca, é agradável, com taninos macios e muito equilíbrio. Bastante leve, com final de boa persistência e levemente herbáceo. É um vinho harmônico, mas que não deve agradar aos que preferem vinhos mais potentes. Embora receba três taças em minha avaliação, vale lembrar que há melhores compras nessa faixa de preço (me custou R$ 24,90).
Degustado em 03 de setembro de 2006.

2 comentários:

Pingus Vinicus disse...

Caro confrade amigo, queria para já dar-lhe as boas vindas ao mundo dos enoblogs.

Do outro lado do atlântico

Leonardo De Araujo disse...

Que bom encontrar mais um brasileiro. Este feríado foi um agito só e não tive tempo de atualizar nada. Estou com vários vinhos para postar.
Assim que a correria parar, lá pelo meio da semana, vou colocar um link para o seu enoblog e dos demais brasileiros que já vi aqui do teu.
Mantemos contato.
Um brinde
vivaovinho.blogspot.com