26 dezembro 2006

Santa Ana Torrontés 2005


Os vinhos da Bodegas Santa Ana são fáceis de beber, agradáveis, baratos e podem ser encontrados em todo o Brasil. Já comentei o cabernet sauvignon 2005 com bons resultados (relembre).
Este varietal é feito com 100% de torrontés, a uva branca mais distinta da Argentina (encontrada também no Uruguai), que costuma produzir vinhos frutados, elegantes e florais. As uvas para sua produção são provenientes da zona alta do Rio Mendoza. A primeira vez que ouvi falar desta uva foi numa entrevista do Ed Motta, enófilo apaixonado e que indicou vinhos elaborados com esta cepa, justamente por serem fáceis de beber, excelentes para o paladar dos iniciantes.
No copo, apresentou coloração amarelo palha, com tons esverdeados, bastante untuoso (talvez pelos seus 13% de teor alcoólico). Seus aromas são interessantes, mas de pouca intensidade, lembrando flores brancas. Refrescante, tem média acidez, formando bolhas no fundo do copo.
Seu final é de razoável persistência, sem álcool a incomodar. É um vinho agradável, refrescante e equilibrado, mas carece de alguma elegância e força (como, por exemplo, os sauvignon blanc). Um vinho plano, mas que pode ser uma boa opção para o dia-a-dia, pois me custou apenas R$ 11,90. Se comprar, servir entre 9º e 11º C. Ideal para massas com molho branco leve e pescados. Nada de condimentar demais a comida, senão o vinho pode "desaparecer".
Degustado em 19 de dezembro de 2006.

2 comentários:

Pingus Vinicus disse...

Que o ano 2007 seja bem regado.
Do outro lado do Atlântico um abração super amigo.

João Barbosa disse...

Caríssimo, venho desar-lhe uma boa saída de 2006 e uma melhor entrada em 2007, de preferência com bons vinhos. À saúde!