01 fevereiro 2007

Lovara Cabernet Sauvignon 2005


Este comentário tem sabor especial. Resolvemos iniciar uma degustação conjunta à distância, unindo quatro blogs: Vivinhos, Viva o Vinho, Pisando em Uvas e Vinho para Todos. Chamamos esta iniciativa de Confraria Brasileira de Enoblogs, aberta democraticamente a outros enófilos que queiram participar. Para cada mês, um vinho é escolhido e no dia 1º do mês seguinte, são postados os comentários. Este mês coube a mim a escolha do vinho e seguem os comentários.
A Lovara é uma das mais antigas vinícolas do Brasil, pertencente à família Benedetti e Tecchio, que produz vinhos desde 1967. Esta linha é produzida sob responsabilidade dos enólogos da Vinícola Miolo, de Bento Gonçalves-RS. Em julho de 2006, este cabernet sauvignon foi premiado com a Medalha de Ouro no 15º Vinoforum Internacional Wine Competittion, realizado na República Slováquia, com a presença de 510 amostras, de 24 países. Vejamos como ele se saiu aqui em casa:
No copo: cor púrpura intensa, com bordas tendendo ao rubi. Transparência um tanto prejudicada, levemente turvo. Lágrimas grossas e muita mancha (inclusive nos dentes).
No nariz: aromas característicos da uva, mas com muita timidez. Frutas vermelhas, algo lembrando goiaba e geléia de frutas. Pouco álcool (apesar dos 13,5% de teor).
Na boca: pouco corpo, leve, sem potência. Taninos presentes, mas escondidos. A própria vinícola aconselha bebê-lo jovem, em no máximo três anos, embora eu duvide que em 2008 ele ainda esteja "vivo". Final de pouca persistência, mas com fruta prevalecendo sobre o álcool (mais uma vez presente).
Resultado: um vinho simples, pelo qual paguei R$18, mas no mercado de Uberlândia é encontrado na faixa dos R$19-20. Uma nota importante é que este vinho não tem estágio em barricas de carvalho, passando dos tanques de inox diretamente para a garrafa. Talvez por isso não tenha alguma complexidade aromática, não demonstre evolução e tenha parecido tão simples.
Por menos que isso, compramos outros tintos brasileiros interessantes.
Bebido em 31 de janeiro de 2007.

3 comentários:

eduardo lima disse...

Caro Confrade,

achei o Lovara só hoje! Era o último da loja. Será degustado no jantar de hoje, dia 1, e comentado amanhã.

Abs

Eduardo

Ivan disse...

Olá Mineiro,

Esta idéia de uma confraria de enoblogs é interessante e gostaria de saber um pouco mais a respeito. Aqui no Rio criei a CONCAVI - Confraria Carioca de Amigos do Vinho. Visite o blog e saiba como funcionamos.
Aguardo seu retorno pelo e-mail: concavi@icout.net.

Abs

Ivan disse...

Olá Mineiro (Vinho para Todos),

Desculpe a minha falha, mas enganei-me no endereço de e-mail. Por favor, corrija para: confrariacarioca@icout.net.

Abs._