21 julho 2007

Convento da Vila Tinto 2004

Este Vinho Regional Alentejano (um corte de trincadeira, aragonês e castelão) é produzido pela Adega Cooperativa de Borba, fundada em 1955 e que conta atualmente com 320 viticultores associados, cultivando cerca de 2.200 hectares de vinhedos. Foi adquirido por R$ 23 no Carrefour em janeiro de 2007, mas hoje é comum encontrá-lo abaixo dos R$ 20 no mercado local.
Revelou-se um vinho pouco interessante, que não me faria comprar outra garrafa, a não ser que algum leitor deste blog me convencesse de que o líquido encontrado nesta garrafa não é exatamente o que o vinho representa. João Barbosa, estou aguardando!
No copo, coloração mais próxima do rubi, com halo aquoso. Formaram-se lágrimas em abundância. Aromas muito discretos de frutos vermelhos, quase ocultos. Lembrança metálica, que voltou em boca.
Pouco corpo, magro, quase esquelético - se é que podemos utilizar vocabulário tão anatômico na descrição de um vinho. Taninos em extinção, acidez em baixa. Amargo no final. Álcool finalizando e incomodando (12,5%). Como não agradou na temperatura usual, deixei resfriar um pouco e pareceu melhorar. Com a comida, comportou-se razoavelmente, aparecendo certa adstringência. Enfim, um vinho que não valeu os reais aplicados. Uma lástima, pois consegui guardar a garrafa por seis meses esperando algo melhor.

6 comentários:

João Barbosa disse...

Oi! Em absoluto acordo. Não digo nem ponho qualquer palavra ao que já afirmou.
.
.
.
Peço desculpa pela demora, mas só hoje, finalmente, tive tempo para dar uma vista de olhos pelos blogs.

Vinho para Todos disse...

João, obrigado pela visita e comentários. Suas opiniões são muito valiosas para este blog.
Grande abraço.

Anônimo disse...

O Convento da Vila costuma ser o vinho da casa em restaurantes modestos em Lisboa.

Realmente não é dos melhores, mas é bem barato e consegue acompanhar uma refeição simples, num dia de trabalho.

Concordo que o álcool incomoda no final, mas penso que é por ser um vinho novo.

Anônimo disse...

Concordo! Esse vinho é show, pois atendeu minha necessidade... na hora certa!

*.>=.<.1=0

QSL

jari barreira disse...

adquiri uma garrafa safta 2009, achei razoavel, porem fica sim devendo corpo qto ao alcool melhorou sem quantia no final, concordo que m vinho simples bem modesto.

Fatima Chaves disse...

gostei muito desse vinho, achei suave e seu sabor não interfere no sabor da comida.