03 setembro 2007

Alvarinho Portal do Fidalgo Vinho Verde 2005


Em fevereiro, o amigo João Barbosa presenteou-me com duas garrafas de vinho verde. A primeira já foi comentada aqui (relembre) e esta é a segunda delas (infelizmente, a última)!
É um vinho produzido desde 1995 pela PROVAM - Produtores de Vinhos alvarinho de Monção, unicamente com a casta alvarinho, provavelmente a melhor uva branca de Portugal. A empresa exporta para o Brasil desde 1998. É uma sociedade por quotas, constituída por 10 viticultores da Sub-Região de Monção, que construíram em 1992 uma adega moderna e funcional para a produção de vinhos da casta Alvarinho e de Alvarinho/Trajadura.
Vamos ao vinho: no copo, coloração amarelo palha, com notas esverdeadas. Aromas fartos, cítricos e florais. Interessantes notas minerais, tanto no nariz quanto no retrogosto. Vinho intenso, de ótima acidez. Sedutor e refrescante, com final longo, marcante e muito agradável.
Em determinados momentos, lembrou alguns sauvignon blanc chilenos. Eu disse "lembrou", porque a experiência com esse vinho verde foi muito interessante, talvez única. Teor alcoólico de 13%.
O vinho foi um presente, por isso não seria elegante mencionar o preço! João, caro amigo, obrigado mais uma vez...

6 comentários:

le vin au blog disse...

Gostamos das novidades no layout do blog!

Abs.,

João Barbosa disse...

Caro amigo, tive muito prazer em dar-lhe a conhecer estes dois Verdes. Fico feliz por ter gostado.
Uma abraço do outro lado do Atlântico.

Lusenalto disse...

Meu caro,

e onde poderíamos achar esse vinho aqui no Brasil?

Vinho para Todos disse...

Amigo, nunca vi este vinho em supermercados, mas em lojas especializadas em vinho é facilmente encontrato, principalmente nas focadas em vinhos portugueses. Pelo que li de seu perfil no blogger, você reside no Nordeste. O vinho verde será uma ótima opção para o verão (sirva bem gelado, abaixo dos 5ºC).
Grande abraço.
Saúde!

Anônimo disse...

gostaria de um esclarecimento didático, do amigo de Lisboa ou teu,para me situar: qual a diferença entre a mediocridade de uma cooperativa e a excelência - notada nesse Alvarinho (de fato de boa qualidade) e uma "sociedade por quotas de produtores de vinhos". não se corre o risco de misturar alhos com bugalhos? tal qual numa cooperativa. evidente que sei que uma cooperativa pode ser maior etc etc. a generalização é que é perigosa. aliás, como mencionado, por alguém, o blog é dos mais interessantes e agradáveis, porém, por razões de preços praticados no Brasil, está longe de comentar os vinhos de melhor qualidade produzidos em Portugal, circunstância que pode provocar no consumidor uma certa resistência a vinhos lusos, em favor de alguns xaropes vendidos no Brasil, vindos do Chile, por exemplo. Lembro-me da febre dos vinhos alemães de garrafa azul! Um bom riesling é caro e, por isto, a "coisa" da garrafa azul properou.

PROVAM disse...

Em primeiro lugar muito obrigada por apresentar o nosso Portal do Fidalgo!!! Ficamos muito agradecidos e lisonjeados por tudo o que escreveram.

Estamos a falar de um Alvarinho premiado mundialmente que a cada ano que passa se eleva a si próprio.

Gostaria de esclarecer o fato de sermos uma sociedade por cotas e não uma cooperativa. Basicamente 10 amigos, cada um com a sua produção de Alvarinho resolveram fazer" Nascer" a PROVAM, simplesmente isto!!

Continuem com o excelente trabalho. Muito obrigada.