13 setembro 2007

Santa Rita 120 Carmenère 2004

Há algum tempo tenho revelado aos leitores deste blog uma certa “falta de paciência” com vinhos muito amadeirados, porque às vezes me parece uma tentativa do produtor de esconder certos defeitos do vinho. Acredito que a passagem por barricas de carvalho são um grande trunfo do produtor, desde que a madeira esteja bem integrada ao vinho, que não roube a cena e não me dê dor de cabeça (sim, cefaléia mesmo, daquelas que no outro dia somente um analgésico pra derrubar).
Quando encontro um vinho elegante, de boa estrutura e com madeira compondo bem o conjunto, não hesito em considerá-lo atraente. Quando outros quesitos positivos estão presentes, só resta avaliá-lo com as cinco taças que este blog já atribuiu a alguns vinhos. Este é mais um deles!
Produzido pela vinícola Santa Rita, no Vale do Rapel, é um vinho da linha "120", facilmente encontrada no mercado brasileiro. Já comentei um sauvignon blanc aqui (
relembre). Por esta garrafa, paguei $26. Se soubesse do resultado teria comprado outras mais.
No copo, coloração púrpura bem escuro, que causou manchas no copo e nos dentes. Lágrimas em abundância, grossas e lentas. Aromas de ótima intensidade, lembrando frutos vermelhos e especiarias. Muito elegante.
Encorpado, com boa estrutura, taninos redondos, marcantes e muito vivos. Boca cheia. Álcool equilibrado (apesar dos 14%). Retrogosto frutado e muito atraente. Final longo, frutado e com madeira muito bem integrada, sem máscaras. Fundo de copo remetendo às especiarias. Acredito que pela estrutura ainda suporte um tempo, se bem conservado. Evoluiu com a comida.
Vinho acessível e de ótima qualidade é assim.

2 comentários:

le vin au blog disse...

Experimente também o 120 Cabernet Sauvignon. Nós achamos bastante interessante também.

Abs.,

Carioca disse...

a muito sou consumidor desta linha 120 principalmente qdo o pao de açucar colocar em promoção a 22,00 :o)
gostei tanto na minha adega repousa um casa real reserva que deve ser "o melhor da raça."
abs,