14 dezembro 2007

Nieto Senetiner Bonarda 2004

Este é o segundo bonarda que comento no blog e tão bom quanto o anterior (relembre). Em ambos os casos os vinho se mostraram bastante atraentes, apesar de serem das safras 2003 e 2004, de serem vinhos acessíveis e, portanto, de consumo rápido, condições de armazenamento etc. Um vinho produzido pela famosa vinícola Nieto Senetiner, de Mendoza, pelo qual paguei R$25, no Carrefour.
No copo, coloração bem escura, um púrpura, de pouca transparência, manchando copo e dentes, com boa formação de lágrimas (14% de álcool). Aromas intensos de frutos maduros, notas evidentes de tabaco e chocolate. Álcool presente no nariz, mas sem incomodar.
Bom corpo, com taninos já domados, redondos, acidez moderada. Retrogosto intensamente frutado. Final frutado de boa persistência, madeira no palato e lembranças de côco queimado.
Vinho equilibrado, se degustado aos 18ºC recomendados pela vinícola. A temperaturas maiores, o álcool aparece e atrapalha. Elegância e certa complexidade aromática que o tornam uma ótima compra. Vinho que surpreenderá, confirmando que os bonarda argentinos estão melhores que a maioria dos produzidos na Europa, onde a uva não tem muito prestígio.

5 comentários:

Myla disse...

ótimo post! excelente. vou experimentar.

obrigada pela dica.

Gabriel Aleixo disse...

Amigos, estive meio fora do ar nos últimos dias, infelizmente não consegui responder ás mensagens.
Aceito com prazer a indicação do CABRIZ COLHEITA SELECCIONADA TINTO 2005, já vou procurar nesta semana.
Em janeiro já me programo para indicar o rótulo do mês, se estiver bom para vocês.
Abraço!
Gabriel

gerson disse...

Estou guardando um Malbec dessa mesma vinicola, espero ser do mesmo nivel desse. Abçs

Di disse...

Tentarei encontrar o vinho sugerido para o vinho do mês. Aqui em juiz de fora é meio complicado. É uma surra achar certos vinhos.

xD
amanhã [domingo] tem um Finca Flishmann Malbec me esperando no almoço.

=)


abraços

gerson disse...

Olá FELIZ NATAL, abraços...