27 abril 2008

Carmen Pinot Noir 2005

Os especialistas afirmam que não se faz (e talvez nunca se fará) um pinot noir como na Borgonha. Mas fico pensando: pra quê serve o tal terroir, se pretendermos que todos os vinhos, da mesma uva, em várias regiões do mundo sejam tão parecidos? No alto da minha imensa ignorância, imagino que a graça está em obter o melhor vinho possível numa determinada região. Compará-lo como melhor ou pior do que na Borgonha, em Bordeaux ou na Itália, talvez não seja justo... nem inteligente!
Este vinho é prova disso. Pertence à linha mais básica (Clasicos) da
Viña Carmen, o mais antigo produtor do Chile em atividade (1850) e assim batizada em homenagem à esposa de Christian Lanz, seu fundador. Um ótimo exemplar de pinot noir, com características distintas, por certo, dos vinhos borgonheses, mas que não comprometem sua qualidade e não lhe diminuem os atrativos. Paguei R$39, na Mistral em fevereiro.
As uvas são provenientes dos Vales de Casablanca e Leyda. Na vinificação, 50% da fermentação é realizada em tanques abertos, permitindo o pisoneo, enquanto os outros 50% se realiza em barricas, manualmente. Não há indicação de passagem por madeira.

No copo, um rubi translúcido, típico da uva. Intensa formação de lágrimas, um espetáculo no copo. Aromas intensos a frutos vermelhos, morangos e framboesas, com notas minerais em segundo plano. Bom corpo, com acidez marcante, que lhe conferiu boa refrescância. Potente, mas delicado, quase "doce". Retro-olfato com frutado intenso. Final longo, com muita fruta e minerais no palato. Álcool a 14%, sem atrapalhar em nenhum momento. Vinho que está no auge.
Resumindo, um vinho charmoso e intenso, unindo delicadeza e potência ao mesmo tempo. O melhor pinot noir comentado neste blog.

7 comentários:

Gabriel Aleixo disse...

Olá!

Humm, parece excelente hein? Tenho comprado alguns vinhos na Mistral, vou incluir este na próxima compra, com certeza.

Abraço!
Gabriel

Anônimo disse...

Confesso que poucas vezes tive coragem de comprar vinhos Pinot Noir, talvez por estar influenciado pelas opiniões que só os franceses é que seriam bons e que o preço é alto.
Vou seguir sua dica, pois vejo em seu blog, que a maioria dos vinhos que vc. comenta e que já tive o prazer de degustar coincide com a minha opinião
Obrigado
Tomaz Robinson

Vinho para Todos disse...

Meus caros Gabriel e Tomaz, gostei tanto do vinho que comprei mais 2 garrafas. Considero um "achado" nessa minha garimpagem atrás de um pinot noir interessante. É que nessa de comentar para o blog, acabo bebendo uma garrafa de cada vinho e repetindo pouco, mesmo os que acho excelentes. Afinal, não da pra comprar tudo que se gosta, mais tudo que quero conhecer, não é?

Saúde!!

Gabriel Aleixo disse...

Amigo,
Desconfio que seu Blog esteja ganhando repercussão importante!
A Mistral colocou banner na home do site anunciando vinhos da vinícola Carmen e estão cobrando R$ 42,82 pelo Pinot Noir. Tudo isso depois de você publicar seu post!
Está parecendo que 5 taças no Vinho para Todos equivale a uns 90+ no Parker ;) Da próxima vez, avise os amigos sobre os "achados" antes de publicar, hehe.
Abraço e parabéns!

Vinho para Todos disse...

Gabriel, não sei se leram o Vinho para Todos. Acho que foi só uma coincidência. Mas, ainda no campo das coincidências, o preço subiu depois da postagem. Constatei isso na segunda-feira, pois tinha intenção de comprar mais garrafas.
Estive em SP nesta semana e comprei o vinho novamente e também fui vítima dessa "inflação". Dólar caindo, mas o pinot noir subindo. Coisas do mundo do vinho. Vai entender!
Saúde!!!

Anônimo disse...

Pessoal o aumento dos vinhos em SP é que o nosso governador aumentou o ICMS destes produtos aproveitem para comprar os estoques velhos, pois agora no inverno tudo será reajustado.

Prazer por vinhos disse...

Caro Vinho para todos!
Tomei ontem este vinho da safra 2008, achei a acidez muito alta, agora lendo o seu post você tomou um da safra 2005 em 2008 então será que esse vinho, 2008, ainda tem que “amadurecer” e com o tempo a acidez pode melhorar?

Grande abraço

Prazer por vinhos tintos