18 maio 2008

Trapiche Pinot Noir 2007

Desde 2006 não bebia nenhum vinho da Bodega Trapiche, que está presente em muitas lojas e supermercados brasileiros, com vinhos baratos e fáceis de agradar. Este varietal me custou R$ 19,90 na Chocolândia. Um vinho bastante simples, que pode agradar se você não tiver outra opção de pinot noir, mas não pague mais do que R$20.
Sem pasagem por madeira, é um vinho leve. Coloração rubi, translúcido e brilhante, com muitas lágrimas (13% de álcool). Aromas discretos de frutos vermelhos (framboesas e amoras) e vegetal em segundo plano. Pouco corpo, com taninos presentes e acidez moderada. Álcool equilibrado. Final com pouca persistência do frutado, permanecendo os taninos, dando sensação de boca seca e um leve amargor. Não evoluiu no copo.
Deve ser consumido jovem. Perde para alguns brasileiros da mesma uva. Prefira um Dal Pizzol, já comentado aqui (relembre).

8 comentários:

Daniela Braun disse...

Gostei tanto do blog, que fiz uma recomendação do Vinho para Todos no meu (www.brauncafe.com.br). Com a chegada do inverno muita gente quer boas dicas. O blog é um achado. Parabéns!!!
Outro dia provei o Gamay, do Les Petit Sommeliers, comprado a R$ 16,90 no Pão de Açúcer e não me arrependi. Um bom vinho para o dia-a-dia.
Grande abraço,
Dani Braun

Anônimo disse...

Esse vinho é bom em razão do custo-benefício. Nada mais. Até prefiro o Miolo Pinot Noir, que é um pouco mais caro, mas é melhor.
Gosto muito do seu blog, apezar de discordar as vezes do que escreve, rs...

Anônimo disse...

acabo de conhecer o blog e adorei... sensacional a idéia de limitar uma faixa de preço que, acredito, é observada por grande parte dos apreciadores de vinho, assim como eu (fora uma ou outro loucura de vez em quando)... parabéns e, a partir de agora, serei leitor contumaz!
daniel

Marcos Silva disse...

Tomei esse vinho e achei que depois de aberto ele piorou muito, deixando um gosto final na boca de pão queimado, nada agradável.
Abs.

Mostarini disse...

Muito bom o blog! Espero que continue postando e compartilhando conosco as experiências.
Quanto ao vinho, comprei e depois procurei um comentário na net (o que me fez chegar ao blog).
Não gostei do vinho e concordo com o Marcos Silva. Depois de aberto parece que piorou muito.

Vinho para Todos disse...

Mostarini, obrigado pela visita e comentário. Volte sempre.

Saúde!

VPT
15/8/09

Anônimo disse...

Acabo de provar o varietal de 2008. Realmente, trata-se de um vinho sem muitas surpresas, com um final amargo na boca. Perdoem a comparação, seria um vinho com motor 1.0. Para mim, entretanto, foi bom tê-lo comprado porque quero introduzir uns amigos no mundo dos vinhos e depois de passar por um merlot reservado, acho que seria a hora de amargar um pouquinho mais. :-)

Marcos Krucken Pereira disse...

Comprei ele no Angeloni a R$ 20,90. Fiquei satisfeito. Após aeração a presença do álcool no aroma diminuiu bastante e pude apreciar as notas de ameixa e cereja. É adristingente e com bom corpo. Porém as lágrimas não são tão boas e torna-se um pouco cansativo após a terceira taça.