01 setembro 2008

Dal Pizzol Tannat 2004


Este é o 19º vinho que comento para a Confraria Brasileira de Enoblogs, brincadeira que tenho orgulho de ter criado com o amigo Leonardo Araújo, do Viva o Vinho, em fevereiro de 2007. Brincadeira bacana, que conta atualmente com a participação dos blogs brasileiros listados à direita. Neste mês, a escolha deste Dal Pizzol foi do blog Avaliador de Vinhos. Na verdade, escolheu a safra 2005, mas não consegui encontrar aqui em Uberlândia. Encomendei do sul do país, mas me mandaram a safra 2004. Como sou curioso, aceitei comentar esse mesmo. O resultado me agradou bastante, porque fico feliz de encontrar um vinho brasileiro que tenha envelhecido bem.
Na taça, uma coloração púrpura intensa, bastante escura. Muitas lágrimas, grossas e lentas. Vinho bonito. Aromas medianos, com frutos maduros e notas vegetais em intensidade semelhante.
Corpo mediano, com taninos ainda marcantes, mas com clara evolução. Redondo para um Tannat. Pouca acidez, com retro-olfato frutado. Boca cheia. Final longo, marcado por fruta e madeira bem integrada. Álcool sem exagero (12%).
Vinho elegante, marcante, com personalidade. Evolução evidente, mais que pronto para beber. Acompanhou comida muito bem. Valeu o que paguei (R$ 28). Ainda vivo e com boa intensidade.
Um vinho produzido com uvas de vinhedos de Faria Lemos, na Serra Gaúcha.

3 comentários:

Rosa Maria Martins Moraes disse...

Olá...tive o prazer de degustar essa safra na última feira da Abrasel aqui em Florianópolis-Sc. Realmente bem equilibrado.Parabéns pela dica. Sucesso!! bjos

Imfernandes disse...

Acredita que ainda não tomei um Tannat?

Esse sei onde comprar. Provarei.

Avaliador de Vinhos disse...

Espero que o amigo encontre a safra 2005.

A meu ver, um pouco melhor que a 2004.

Saúde e paz!