13 setembro 2008

Marson Espumante Moscatel

Quer um vinho fácil para agradar suas visitas? Mesmo que elas "não gostem de vinho"? Aposte num moscatel. Sua leveza, refrescância e o leve "adocicado" deixarão seus convidados mais felizes. Apesar de pouco alcoólico (7,5%), fará muito bem ao humor de todos, que deverão ir embora de táxi, em razão rígida legislação.
Este espumante é produzido pela Cave Marson, com sede em Cotiporã-RS, que já teve outros vinhos comentados aqui, um merlot e um assemblage. Não é safrado, como a maioria dos moscatéis brasileiros. Isso significa na prática que podem ter sido utilizadas uvas ou vinhos-base de várias safras. Não é necessariamente comprometedor, mas...
Na taça, uma coloração amarelo palha, com perlage fina e muita espuma, dando a sensação visual de cremosidade. Ótima intensidade aromática, com lembrança de flores e frutas cítricas, característicos de um bom moscatel.
Na boca, leve e cremoso. Final de boa persistência, sem amargor. Lembranças cítricas e álcool sem aparecer. Surpreendeu pelo preço (R$21). Adocicado que não é enjoativo.

5 comentários:

Alexandre disse...

Olá VPT!

Concordo com vc. São ótimos os espumantes da Marson. Me surpreendi com um brut deles que experimentei outro dia.

Realmente os espumantes dão certo por aqui.

abs!
Alexandre
www.diariodebaco.com.br

Anônimo disse...

vc tem razão. os moscatéis fazem sucesso mesmo. Este eu não conheço, mas vou seguir a dica.

fernanda disse...

Olá! Tudo bem?

Continuo me aventurando pelos vinhos!

Tenho uma dúvida: shiraz é o mesmo que syrah ou tem alguma diferença? Li que se trata da mesma uva mas uma amiga esses dias insistiu que são diferentes.
E agora?

Conto com a sua ajuda!

obrigada

Fernanda

Vinho para Todos disse...

Fernanda,

a syrah (ou shiraz) é a uva vinífera mais antiga do mundo. Dizem que Jesus Cristo bebia vinhos desta uva, inclusive na última ceia com os apóstolos.

A diferença do nome está no lugar onde é produzida. Na França, onde é a principal uva para o famoso Chateauneuf-du-Pape, é chamada SYRAH.

No Novo Mundo, especialmente na Austrália, é chamada SHIRAZ. Na América do Sul recebe uma ou outra designação.

Independentemente de como o nome é grafado, seus vinhos são muito bons na maioria dos casos.

Saúde!

VPT

Camila.Haase disse...

Olá,
De fato, ele é muito fácil de servir. Doce, sem ser enjoativo, disse muito bem.