13 outubro 2008

Castillo de Molina Reserva Pinot Noir 2006

A Vinícola San Pedro, fundada em 1865, é uma potência chilena. É a segunda maior daquele país, produzindo os famosos Gato Negro, 35º South, Cabo de Hornos, 1865 e Castillo de Molina. Vinhos para todos os gostos e bolsos.
Por este Pinot Noir, produzido com 100% de uvas provenientes do Vale de Lontué (com plantas conduzidas em espaldeira e irrigação por gotejamento), paguei R$36, em agosto. O resultado não foi dos melhores, porque na minha opinião - bastante pessoal - a madeira exagerada estragou o vinho, que passa doze meses em barricas de carvalho francês e americano, das quais 20% são novas.
Na taça, uma bonita coloração rubi, cristalino e brilhante, com boa formação de lágrimas. Visual típico para a casta. Aromas de boa intensidade, lembrando frutos vermelhos (morango), que ficaram escondidos pela madeira, que se sobrepôs com notas tostadas e lembrança clara de tabaco. Álcool um tanto aparente (14%).
Na boca, vinho leve, com acidez mediana e retro-olfato amadeirado. Final de média persistência, com frutado desaparecendo rapidamente, deixando lembrança da madeira e do álcool. Leve amargor acompanhando toda a degustação. Vinho "quente", que não melhorou com comida.
Repito: para meu gosto pessoal, a madeira é exagerada, mas para quem gosta, talvez faça mais sucesso. A relação custo x benefício não é boa!

2 comentários:

Alexandre disse...

Concordo com vc!

Tive uma oportunidade de experimetá-lo e tb achei que o álcool está exagerado e a impressão de que se está dentro de uma serralheria.

Tb não gosto desses exageros, ainda mais num pinot noir.

abs!
Alexandre

Rafael (De Vinho em Vinho) disse...

Ok, confrade.

Meu Blog "De vinho em vinho..." está no ar. Dê uma espiada em http://www.devinhoemvinho.blogspot.com

Em 1º de novembro posto o primeiro comentário para a confraria brasileira de enoblogs. Será um prazer!