25 outubro 2008

Miolo Reserva Merlot 2005

Comprei este tradicional vinho em outubro do ano passado (R$26) e deixei guardado por mais de um ano. Gosto de ver como esses vinhos ficam com o passar do tempo, apesar de não serem "vinhos de guarda". Já tive boas experiências com vinhos nacionais com mais de três anos, mas este já não está mais no auge. É um vinho produzido em larga escala pela Miolo. Nesta safra 2005 foram 150.000 garrafas e abri a de número 62.170. Metade do vinho passa por barricas de carvalho fancês e americano e a outra metade fica nos próprios tanques de aço inox.
Na taça, um púrpura bonito, com notas violáceas. Brilhante e jovem (não parece ter mudado a cor nestes anos). Aromas moderados, frutos vermelhos e um pouco de ervas e especiarias. Madeira presente com o característico abaunilhado, mas bem integrada, não se sobrepondo no conjunto.
Corpo mediano, com taninos macios e acidez moderada. Retro-olfato marcado pela madeira, com leve lembrança frutada e um pouco de especiarias. Final curto, marcado por madeira discreta e fruta se escondendo um pouco. Álcool sem atrapalhar (13,5%).
Um vinho, como disse, que não tem a mesma força de antes, embora seja da excelente safra 2005. Melhorou um pouco com comida, mas é pouco marcante. É delicado, fácil e macio.
Se eu tivesse outra garrafa em casa, abriria com satisfação num dia qualquer, mas não compro outra, a não ser em ótimas condições de armazenamento.

7 comentários:

Gerson disse...

Olá, no ano passado tbm bebi um da safra de 2005 estava realmente excelente, essa semana comprei dois da safra de 2006 acho que vou bebe-los logo, pois podem não estar tão bons em 2009. depois informo o que achei...

Gerson disse...

Olá, em tempo,no ano passado bebi um CS e um merlot e o CS é que estava excelente, o merlot não estava tão bom, então acho que o tempo pode não ter influenciado, o vinho é que não era bom mesmo, e o nosso amigo do Colheita de Vinhos,que anda sumidaço, tbm bebeu o CS e fez bons comentários. Abraços

Le Vin au Blog disse...

Olá Vinho para todos,

Acho que tivemos a mesma idéia e bebemos praticamente juntos um Miolo Reserva Pinot 2005. Também queríamos ver como ele se comportava depois de um tempo guardado. Concordo com você que o auge dele já passou. Não evoluiu com o tempo.

Abs.,

Marcelo Moraes disse...

Olá.
Não sou profundo conhecedor de vinhos, mas acompanho regularmente o blog.
Há tempos estava namorando uma dessas garrafas, até que comprei no mês de setembro uma por R$ 21,00 no Carrefour, em São Paulo e também fiquei decepcionado. Achei um vinho comum, sem expressão nenhuma.
Esperava mais de uma seleção, segundo a Miolo, limitada e de um vinho que passa pelo carvalho, aliás, ainda não tomei um merlot nacional que ficasse em minha memória. Alguém tem uma sugestão?
É uma pena, pois torço pelos vinhos nacionais.
Abraços e obrigado pelos ensinamentos.

Marcelo

Vinho para Todos disse...

Marcelo, obrigado pela visita e comentário.

Na faixa de preços deste blog, experimente os merlot da CASA VALDUGA, da VALLONTANO ou da CORDELIER.
Acredito que ficará satisfeito.

Saúde!

Flavio Lacerda disse...

Marcelo,sou apenas um apreciador de vinhos,mas devo dizer-lhe que dois merlots nacionais me marcaram:o GRANJA UNIÃO,que era da vinícola riograndense e hoje pertence à cordelier;e o SALTON DESEJO.O primeiro é um vinho bastante agradável com uma relação qualidade/preço assombrosa;já o segundo é um vinho realmente superior.Claro,é a opinião de um amador típico,mas não posso, e nem devo,esconder as impressões que ambos me deixaram.
Um abraço...

Ademir disse...

Pessoal, sou um apreciador do Miolo seja CS, Merlot, PN, porem simpatizo bastante com o Michel Torino, tanto que para tomar todos os dias ele ao Miolo. Grande vinhos de procedência, excelência e alto custo, são bons para momentos especiais, mas para o dia a dia vinhos como Miolo e Michel Torino entre outros na mesma linha são muito bem vindos. Saúde e Prazer a todos!!