08 janeiro 2009

Dom Cândido Reserva DC Merlot 2005

A Vinícola Dom Cândido é das mais tradicionais no Vale dos Vinhedos. Tem uma boa estrutura de recepção ao turista e, se der sorte, pode encontrar o patricarca da família para uma boa história. Em outubro, quando visitamos a empresa, não tivemos esta sorte. Então, nos restou degustar o que a casa produz: 10 vinhos e 3 espumantes. Não degustamos todos, mas a maioria não me agradou. Para não passar em branco, comprei uma garrafa deste Merlot (R$25), com passagem por madeira e da excelente safra 2005. Fiquei decepcionado com o resultado!
Um vinho de coloração púrpura com bordas violáceas, de lágrimas finas e lentas. Aromas atípicos, em nada lembrando os Merlot brasileiros. Floral de média intensidade, lembrança de frutos vermelhos delicados (cereja) e sem sinal de madeira, embora seja um "Reserva" da vinicola.
Vinho muito leve, quase "aguado", com pouco corpo, taninos extintos e baixa acidez. Álcool sem aparecer (12,5% de teor). Final curto e desinteressante. Ficou alcóolico com comida.
Enfim, foi o pior vinho dos que trouxe da viagem ao sul. Pareceu um Merlot chileno de linhas mais baratas: sem personalidade. Não faz jus à boa adaptação desta casta ao terroir do Vale dos Vinhedos e não vale o preço pago.

3 comentários:

Anônimo disse...

Esse vinho realmente não tem nada de interessante e é caro pelo resultado. A vinícola tem aumentado seu público por causa do Espumante eleito pela Playboy como o "melhor do Brasil". Mas os tintos passam longe de serem grandes vinhos.

Leonardo de Araújo disse...

Meu caro,
Muitos comentam que o Tannat da Dom Cândido é bom. Será?
Quanto aos vinhos mais ou menos que compramos de vez em quando, estamos aí pra isso mesmo: Para degustar e avaliar.

Brindes
Leonardo
vivaovinho.blogspot.com

Ana Paula Juliani disse...

O que mais vale quando se visita a vinícola Don Candido é a boa conversa( de preferência em italiano) com o próprio Don Candido. Ele agrega valor ao seu produto.