28 maio 2009

Casillero del Diablo Cabernet Sauvignon 2007

Guardei este vinho desde agosto do ano passado. Por se tratar de uma “colheita histórica”, segundo a Concha y Toro, merecia uma ocasião especial. Mas não vi nada de extraordinário nesse vinho. Fiquei até imaginando se não teria sido vítima de alguma dessas falsificações feitas num determinado país vizinho. Sei apenas que esse 2007 não superou em intensidade aromática e estrutura o vinho que em 2005 mereceu 5 taças aqui (relembre).
Na taça apresentou coloração púrpura, muito lacrimoso, indicando boa densidade e untuosidade. Bons aromas, com frutos bastante maduros, adocicado presente e boa dose de tabaco, indicativo de madeira bem dosada (70% passa 8 meses em barricas de carvalho americano).
Apresentou corpo mediano, menos estruturado que o
2005, por exemplo. Taninos marcantes e acidez proeminente. Muita fruta e madeira no retro-olfato. Deixando a boca “arejar”, o álcool apareceu um pouco. Na boca, as notas doces do aroma não se repetiram.
Final longo, marcado por bom equilíbrio entre fruta e carvalho, com leve lembrança tânica. Com o passar do tempo, ficou mais fácil.
Vinho menos intenso que o esperado, sem complexidade. Manteve a boa relação qualidade x preço, mas aqui em casa não foi um vinho histórico, com todo respeito.

17 comentários:

Guilherme Mitt disse...

Bom dia Vinho para Todos!

Conheci hoje o seu blog através de atualização RSS do enoblogs... gostaria de acompanhar as novidades e pergunto, porque você não habilita este recurso (RSS) em seu blog?
Parabéns pelo trabalho!

Paulo disse...

A diferença entre a qualidade das safras 2005 e 2007 também não poderia vir da evolução do gosto do Avaliador? Pergunto mais por curiosidade, acompanho o blog a um bom tempo e acho possível que seu gosto pessoal tenha evoluído ou mudado um pouco para outras características.

Vinho para Todos disse...

Guilherme, pra falar a verdade, nem sei como funciona esse recurso. Vou procurar a respeito.
Obrigado pela visita e comentário.
Saúde!
VPT

Vinho para Todos disse...

Paulo, eis uma equação difícil de resolver, senão impossível.

Quando opino sobre um vinho, tento deixar de lado minhas preferências pessoais na hora de ditribuir "quantas tacinhas ele merece". Não deixo de comentar sobre minhas preferências, mas procuro avaliar os vinhos de acordo com seus propósitos. Não teria como avaliar do mesmo modo vinhos de preços muito distantes ou de regiões muito diferentes em termos de qualidade etc.
Quando a este Casillero, me pareceu bem evidente a diferença de estrutura entre eles. Prefiro o 2005 porque me pareceu mais impactante, com mais personalidade, corpo e aromas. O 2007 não é ruim - longe disso - mas deveria ser bem melhor que outros, por ser uma "cosecha historica", não é?

Grande abraço e obrigado pelo comentário.

Evandro disse...

Oi Vinhoparatodos, sempre estou acompanhando o seu blog e me surpreendo como estamos abrindo as mesmas garrafas(Avondale Pinotage, Crios Malbec, Cave de Pedra 2002, etc)...Coisa de gente curiosa não é mesmo? Qto ao Casillero, a safra histórica refere-se, a meu ver aos excelentes Carmenére e Syraz (2007). O cabernet sauvignon concordo que perde para outras safras. Dicas: Crios Torrontés 2008 (32 reais) e Avondale Júlia 2006 (28 reais em promoção). Valem muito mais do que isso! Um abraço. Evandro.

Eduardo e Helena disse...

Parabéns pelo blog. Adoramos!

Flavio Lacerda disse...

Concordo plenamente com essa opinião sobre esse cabernet,mas onde se compra o badalado merlot? Aqui no Rio é dificílimo.

Adrina disse...

Também achei o 2005 melhor. De qualquer forma, tenho 4 garrafas guardadas para tomar mais à frente, quem sabe não evolui? Abraços!

Vinho para Todos disse...

Fiquei contente em saber que algumas pessoas tiveram a mesma percepção que eu sobre este CS 2007.
Quanto ao merlot, não sei onde encontrá-lo. Talvez seja uma lenda em alguns lugares do Brasil.
Saúde a todos.

Vinho para Todos disse...

EVANDRO, é curioso que estejamos bebendo os mesmos vinhos. Você é de onde?

Flavio Lacerda disse...

Esse merlot está mais parecendo cabeça de bacalhau.NInguém viu,mas jura que existe.Um atacadista aqui do Rio me disse que haviam chegado poucas garrafas e por isso acabou.Não acreditei muito....Um abraço a todos.

Fernando disse...

Merlot 2007 o Makro tinha vários. Cheguei a comprar por 18 reais numa época de promoção, comprei vários. Mas o anuncio de safra histórica não havia nas garrafas.
O que não acho é Casillero Pinot Noir. Nunca vi em sp.

Vinho para Todos disse...

Meus caros, comprei hoje o Merlot 2007 (colheita histórica), no Carrefour. Paguei $28,90. Em breve os comentários. Na média os merlot chilenos não me agradam, com algumas raras exceções. Talvez esse mude minha opinião.

Saúde!

Flavio Lacerda disse...

Obrigado,Fernando.Vou olhar nos Makros daqui.Você pagou um preço ótimo!

Fernando disse...

Boa sorte Flavio, nunca mais achei esse preço. O ultimo preço bom que vi foi do Salton Brut por 12 reais, no Makro Santo André.

Recomendo ao pessoal de sp uma visita ao Makro da Vila Maria, achei lá um vinho que procurava há algum temmpo, o Señorio De Los Llanos Crianza. Aguardo uma avaliação deste vinho no blog, principalmente por ser um Crianza de menos de 25 reais. Não chega a ser o Marques de Arienzo que conheci neste fds, mas gostei deste Los Llanos.

abs. Fernando

Evandro disse...

Sou de Caxias do Sul,bem localizado não? Bom, pelo menos em se tratando de vinhos... Parabéns pelo teu blog,sempre excelente.Curioso que temos opiniões parecidas a respeito de algumas garrafas, como o Salton Desejo por ex. Ah! outra dica de vinho para o dia-a-dia: Cave de Amadeu Reserva Merlot 2006 bag-in-box - 5 garrafas a 50 reais -qualidade impressionante por esse preço - e outro nacional - Núbio Sauvignon Blanc 2008 (este para ocasião especial). Um abraço. Evandro.

Evandro disse...

Errata: 5 litros a 50 reais = 6 garrafas + 500 ml.Por isso é que eu não posso ter um blog,hehehe. Saudações. Evandro.