01 maio 2009

Miolo Gamay 2009

Este é o 29º vinho da Confraria Brasileira de Enoblogs, uma indicação do Marcus, do blog Azpilicueta, um dos novos participantes de nossa brincadeira virtual.
Em termos de apresentação e marketing esse vinho é nota 10. Bela embalagem de papelão (nas versões com e sem taça de vidro), bonito desenho do artista Romero Britto e a novidade: a Miolo contratou o "papa do Gamay", o francês Henry Marionnet. Um lançamento cercado de expectativa, mas com preço um pouco salgado: paguei R$28,90 num supermercado de Uberlândia, salientando que as grandes redes Carrefour, Extra e Bretas só têm o vinho de 2008, que ficaram encalhados nas prateleiras. Parece que não apostaram na safra 2009, pelo menos por aqui.

Vinho bonitinho por fora... por dentro, continua o mesmo: um vinho comemorativo, fácil de beber, agradará aos menos exigentes, mas na minha opinião é caro e com pouco (ou nenhum) atrativo que o diferencie de outros na faixa de preço. É claro que não se pode esperar muito de um Gamay, mas não comprarei outra garrafa desta safra, a mesma promessa que fiz em 2008 e cumpri.
Quanto ao líquido, apresentou coloração vermelho-rubi, com reflexos violáceos e boa transparência. Aromas florais e frutados (cereja e morango) de média intensidade. Na boca tem pouco corpo, é muito leve e agradável, com taninos "escondidos" e acidez baixa. Retro-olfato repetindo nariz, de mediana intensidade. Vinho ligeiro, que deve ser bebido quase gelado.
Talvez o "papa do Gamay" não tenha feito tanta diferença, a não ser aguçar a curiosidade dos menos avisados.

5 comentários:

Walter Schumacher disse...

O preço deste vinho em loja especializada é R$19,95/garrafa 750ml ou R#31,30 em BIB de 2 litros.

O vinho tem este estilo mesmo, é leve e para ser tomado em momentos festivos.

Marcio disse...

Rapaz, por 28,90 tá caro mesmo, mas aqui no Recife, no RM express ele tá 16,80 com a taça de vidro personalizada.

Marcos Silva disse...

Tomei desse vinho só que da safra de 2008, pior vinho que já experimentei até hoje, tem gosto e cheiro extremamente adocicados pareciam aquele suquinho de uva que vinha numa garrafinha de plástico imitando a fruta, péssimo.

Vinho para Todos disse...

Amigos,

minhas "avaliações" sempre levam em consideração o preço que paguei pelo vinho. Se tivesse me custado R$16, talvez recebesse três taças na avaliação. Mas a R$28,90 não dá. Acredito que o supermercado D'VILLE, onde comprei o vinho, especulou um pouco, aproveitando-se de ser o único a ter esse vinho. Como disse, Carrefour, Extra e Bretas ainda mantêm garrafas da safra 2008 nas prateleiras.

Saúde a todos.

Anônimo disse...

Aqui em BH achei o vinho a R$ 11,90
Tomei acompanhando a novela (ultima semana) e um queijo Camembert. Jamais pagaria 30 reais por ele, mais a 12 e bem geladinho, achei muito razoavel
Alex