05 julho 2009

Clos Torribas Tinto Crianza 2004

Este vinho 90% tempranillo e 10% cabernet sauvignon é produzido na região de Penedès, pela Bodegas Pinord, casa fundada em 1942. A região está situada na costa nordeste do mediterrâneo, entre Barcelona e Tarragona e pertence ao grupo de elite das regiões demarcadas do país (DO).
A garrafa me custou R$29, mas o resultado não foi tão bom quanto esperava, afinal, o vinho é vendido com uma etiqueta informando que é "uno de los mejores vinos del mundo", segundo a Wine Spectator. Pode ser que uma safra anterior tenha merecido a distinção ou esta já não esteja tão em forma.
O vinho passa de seis a nove meses em barricas de carvalho francês e americano, segundo informações no site do produtor.
De coloração rubi bastante claro, com bordas alaranjadas, formou lágrimas rápidas. Sem agitação na taça, apresentou bons aromas, com destaque para um elegante amadeirado. Depois de agitado o líquido, apareceram aromas de frutos maduros, algo lembrando compota, em boa intensidade.
Na boca é leve, com pouco corpo. Taninos já domados pelo tempo e baixa acidez. Pouco interessante, com boca marcada por madeira. Final de boa persistência, com leve tostado. Gostoso, mas com fruta muito escondida.
Vinho que certamente perdeu o vigor, embora não esteja defeituoso ou seja ruim. Não compraria outra garrafa. Se ganhar uma de presente, beba logo!

10 comentários:

Fernando Sevá disse...

Este mesmo vinho e safra tive a oportunidade de provar em Fortaleza em janeiro deste ano, mesmas impressões que você, porém o meu exemplar já estava declaradamente em estágio de envelhecimento avançado, não consegui ter um pingo de felicidade. Abraços

Daniel Perches disse...

Olá. Eu também não fiquei muito animado com o vinho. Tinha a mesma expectativa sua. Acho que aquela etiquetinha nos engana um pouco. Veja o que eu escrevi em http://www.vinhosdecorte.com.br/?p=18
Abs

Daniel Perches

Fernando disse...

Também achei sem corpo. Achei melhor o Senorio De Los Llanos, que tenho visto por 18 reais no Makro. Compra mais certa que este torribas é o Marques de Arienzo

Vinho para Todos disse...

Amigos, fico grato pelos comentários e pelas sugestões para novos vinhos. Pelo jeito, tivemos impressões bem parecidas.

Enfim, a etiqueta é uma propaganda enganosa. Pra ser mais simpático, sugere algo que o vinho não é. Isso parece certo!

Saúde a todos.

Jane Mary disse...

Oi gostaria que falasse sobre o vinho Quinta do morgado,baratinho e muito bom!
bj

Ricardo Leonel disse...

Experimentei um da Safra 2005 e apesar de não dar para dizer que não é um bom vinho,também acho que a apresentação comercial sugere um produto de melhor qualidade.
Será algum problema no transporte e acondicionamento pelos importadores ?

Vinho para Todos disse...

Tenho um amigo experiente em vinhos, que também se deixou levar pela etiqueta na garrafa. Coisas de consumidor "muito curioso".

Saúde!

Anônimo disse...

Olá amigos a respeito do que diz a etiqueta essa eleiçâo ocorreu em 2005 quando a wine spectator fez uma degustaçâo dos mais de 9000 rótulos do mundo que entraram nos E.U.A naquele ano baseando-se em safras anteriores,feita a prova escolheram os 100 melhores melhores vinhos do mundo que entraram nos estados unidos e publicaram,houve uma outra eleiçâo em 2009 agora por outra revista que vc já encontra detalhes nas garrafas deste vinho 2005.

Nilton Alves disse...

Logo quando esse vinho chegou, experimentei a safra 2001, me impressionou muito, um otimo custo-beneficio,mas as suas safras seguintes deixaram a desejar, uma pena!Ainda mais depois que ele ganhou esse selo. Abs.

Anônimo disse...

Emilio Rampazzo
Tive a oportunidade de esperimentar a safra 2005, achei otimo, mas a safra 2006 deichou a dejejar.