01 novembro 2010

Cavas de Los Andes Gran Reserva Malbec 2007 #cbe


Esse é o 48º vinho comentado para a Confraria Brasileira de Enoblogs. Depois de quase quatro anos responsável pela "administração" da CBE, passei o bastão para o Alexandre Frias, do blog Diário de Baco e idealizador do Portal Enoblogs. Podem esperar que muita novidade vem por aí, afinal a manutenção da maior confraria virtual de vinhos do Brasil é tarefa ideal para um cara tão dinâmico e inovador.

A escolha desse mês coube ao Gustavo Kauffman, do blog
Enoleigos, que indicou um "malbec, da Argentino, de qualquer faixa de preços". Uma escolha genérica que permitirá que todos os confrades possam comentar o vinho.

Minha escolha recaiu sobre esse ótimo vinho produzido pela Bodega Cavas de Los Andes Vinos Finos, na região de Luján de Cuyo, Província de Mendoza. Há pouca informação sobre a vinícola na internet, mas descobri no site da importadora que é uma vinícola butique, que produz apenas esse malbec. A tiragem é limitadíssima: apenas 9.000 garrafas, sendo metade para o mercado interno e metade para o mercado brasileiro. O enólogo responsável e fundador da vinícola é Alejandro Simón que já trabalhou em grandes vinícolas mendocinas e elaborou premiados vinhos, como o Doña Paula Estate.
Na taça o vinho apresentou coloração púrpura, sem traços de evolução. É denso, brilhante, mas com pouca transparência. Muito aromático. Frutado muito maduro (ameixas e amoras), acompanhado de especiarias e algo químico bem ao fundo. Ao perceber esse aroma brinquei que parecia o famoso Emplastro Sabiá! Mas não era um defeito, apenas uma característica. É volumoso, elegante já no primeiro gole. Taninos maduros e acidez equilibrada. Final persistente, frutado maduro se repetindo e palato marcado por lembrança de madeira (tostado, bala de café e baunilha). Mais elegante que potente. Apesar dos 14,7% de álcool, esse não apareceu em nenhum momento.
Vinho equilibrado, com boa tipicidade, madeira bem dosada... o preço é que me deixou em dúvida sobre a relação qualidade x preço (R$95), mas é um vinho que merece ser bebido.
.

.

2 comentários:

Enoleigos disse...

Grande Gil,

Belo post!

Um dos motivos de eu ter deixado a faixa de preço em aberto foi exatamente possibilitar que os Confrades degustassem vinhos mais requintados e, pelo que tenho lido, a idéia seu certo!

Forte Abraço,

Gustavo
http://www.enoleigos.com.br

Vinho para Todos disse...

Gustavo,

a escolha foi ótima, possibilitando saírmos um pouco da faixa de preços dos blogs, como no meu caso.

Saúde!

VPT