25 janeiro 2011

La Mision del Clarillo Chardonnay 2009

Fui a um supermercado comprar um vinho para minha esposa cozinhar. Comprei esse chardonnay chileno produzido pela William Févre no Vale do Maipo, D.O. Pirque, porque foi o mais barato que encontrei (R$ 17). Por algum motivo não cozinhamos e resolvemos abri-lo para experimentar. O resultado foi satisfatório em razão do preço. Nada de exuberância ou complexidade. Não mudou nossas vidas, mas não valeria a compra se custasse R$30, por exemplo. Portanto, a avaliação abaixo leva em consideração o preço, como sempre faço.
.
Na taça um brilhante amarelo palha. Bons aromas, com destaque mineral, frutos cítricos e um leve adocicado, com leve lembrança de amêndoas. Na boca é macio, com notas doces e acidez mediana. Final curto, com leve amargor. Álcool deixou recado em todas as etapas da degustação. Pareceu ter passado algum tempo por madeira, mas não encontrei a informação no site da vinícola.
Vinho agradável, que merece cuidado se for apenas bebericar (14,5% de teor alcoólico).
.
.

2 comentários:

Paulo Sales disse...

Olá,
Gosto muito dos tintos da linha Reserva do La Mission. Tanto o Cabernet quanto o Carmenére são bem agradáveis, embora talvez incomodem quem não gosta de muita madeira no vinho. Se encontrar por uns 23,00 vale a pena experimentar.
abs

Vinho para Todos disse...

Paulo, obrigado pelo comentário e pela dica.

Pelo que tenho visto é difícil encontrar vinhos nessa faixa de preços que não abusem um pouco da madeira.

O pior é que normalmente não passam por barricas de carvalho, pois o resultado é alcançado através dos chips (ou lascas) de madeira que são inseridas nos tonéis de aço inoxidável. Uma maquiagem, digamos assim.

Grande abraço. Continue enviando seus comentários.

VPT