23 maio 2011

Marco Luigi Grande Reserva Cabernet Sauvignon 2004


Sempre defendi a longevidade dos vinhos tintos brasileiros. Isso me foi comprovado em várias ocasiões em que abri vinhos de 6-8 anos, mesmo que tenham sido armazenados em condições duvidosas. E não estou falando de vinhos caros, pois muitos deles está na faixa de até R$40. Os mais caros chegam aos 10 anos em grande forma. Pena que nem sempre temos paciência para esperar, mas estou fazendo em casa uma coleção de vários tintos da safra 2005, alguns cortes, alguns Cabernet Sauvignon e muitos Merlot. Veremos quando tenho coragem de abri-los.

Somente para ilustrar, veja as seguintes postagens e a idade com que os vinhos foram comentados:

Casa Valduga Excellence Gran Reserva Tinto 2000 (8 anos);
Cave de Pedra Reserva Tannat 2002 (7 anos);
Casa Valduga Premium Merlot 2002 (6 anos);
Valmarino Reserva da Família 2004 (6 anos).

Hoje comento um Cabernet Sauvignon produzido pela tradicional Marco Luigi, que chegou aos 7 anos se mostrando um ótimo vinho, surpreendentemente maduro e elegante. Foi produzido na safra 2004, considerada muito boa por todos. Não sei quanto custou porque ganhei de presente, mas não é um vinho caro.

Na taça apresentou bela cor rubi, sem os tradicionais reflexos alaranjados. Parecia um vinho novo. Aromas em boa intensidade, elegantes. Muita fruta madura e fundo de especiarias. Na boca é surpreendente, equilibrado, com taninos macios, doces, muita fruta e retrolfato de ervas e temperos. Acidez discreta, mas ainda com grande caráter gastronômico.
Final persistente, misto de frutos vermelhos maduros e outros mais delicados, madeira discretíssima, notas lembrando bala de café, taninos ainda presentes, mas já macios. Está num ótimo momento de consumo, mas ainda pode evoluir nos próximos anos. Álcool na medida certa (13,5% de teor).

Às cegas seria confundido com vinho mais caro e causaria espanto ao se revelar a idade e a origem dele. Sobrou uma pontinha de arrependimento por tê-lo aberto, porque era a única garrafa e seria interessante ver como estaria em 2014, aos dez anos de idade.

Foi engarrafado em 2006. Foram produzidas somente 3.500 garrafas desse vinho. Abri a de nº 788.

.
.

7 comentários:

Marcela Pastorio disse...

Boa tarde Gil,

Adorei os comentários sobre nosso vinhos Cabernet Sauvignon Grande Reserva da safra 2004.
Não temos mais a safra 2004, mas temos a safra 2006 que foi lançada neste ano e também foran produzidas 3.500 garrafas e já é um sucesso.

Cada dia mais interessante o seu blog.

Abraços

Marcela Pastorio

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog! E pelo post!
Alguns vinhos são feitos para amadurecer. Tive a oportunidade de degustar um Cabernet Franc 2001 na própria vinícola Marco Luigi. Excelente. E o custo-benefício, igualmente delicioso.
Abraços,
Rosângela

Anônimo disse...

Gostei muito do seu blog, gosto tambem dos vinhos mais encorpados, gosto do Merlot e Malbec que ja tive a oportunidade de provar na vinicola Marco Luigi, agora fico no dever de degustar este maravilhoso Cabernet Grande Reserva!

Abraços,

Renata

Anônimo disse...

Tive a oportunidade de degustar este Grande Reserva 2004 no ano passado, é excelente, mas estive no mês passado no Varejo da Vinícola Marco Luigi e soube que acabou, mas a safra nova dele (2006) é melhor ainda! Não deixem de degustar.
Abraço
Patrícia-RS

Vinho para Todos disse...

Patrícia, obrigado pela dica.

Fiquei curioso para experimentar esse vinho da safra 2006, que não foi excepcional como 2004 e 2005.

espero prová-lo em breve.

Saúde.

BK72 disse...

Posso estar enganado, mas acho que de 2004, tem o merlot pra vender na CADEG, aqui no Rio de Janeiro.

A última vez que fui lá, custava uns 40,00 ou menos.

Nunca provei nenhum deles.

Abs
Buko

Vinho para Todos disse...

Buko, se estiver em boas condições de armazenamento, creio que seja uma boa compra.
Se comprar e abrir o vinho, conte o que achou aqui nos comentários.

Saúde!

VPT