11 junho 2011

Lídio Carraro Grande Vindima Merlot 2005


Conheci a Lídio Carraro em 2008, na minha primeira visita ao Vale dos Vinhedos. Por gostar do que produzem, fiquei feliz ao saber que um de seus vinhos estaria na degustação on line que realizamos no dia 3 de junho, ao final do Workshop do Ibravin.

A degustação foi conduzida pelo blogueiro e sommelier Daniel Perches e pelo sommelier Cristiano Ribeiro. Foi transmitida pelo site Wine Bar e contou com a participação de 10 blogueiros espalhados pelo país e que receberam antecipadamente as garrafas que seriam abertas. Os demais puderam, além de visualizar a degustação, enviar perguntas e comentários pelo Facebook.

Esse vinho da Lídio Carraro é da safra 2005 e foi produzido com uvas de Encruzilhada do Sul, sem passagem por madeira, como acontece com os demais vinhos deles. O preço de mercado está na faixa dos R$110-115.

O vinho apresentou coloração rubi, com lágrimas lentas e grossas. Aromas um tanto tímidos de início, com destaque para frutos vermelhos maduros, um leve toque de chocolate e tabaco. Depois de alguns minutos o vinho foi se transformando em taça, indicando que uma aeração no decanter teria feito bem. Ganhou em complexidade, abrindo-se para especiarias, algo de frutos secos, terra e leve mentolado.
Tem boa estrutura, com taninos finos, bom volume, acidez moderada. Repete a boa fruta e algum tostado, com discretíssimo amargor. Final longo. Ainda tem potencial para melhorar, podendo ser guardado por um par de anos sem perder características. Vinho para acompanhar comida.

A família estava representada no evento pela Patrícia Carraro, que no dia seguinte nos recebeu em sua casa para uma degustação de todos os vinhos deles. Sobre isso outros posts virão.

A foto do rótulo mostra o bloquinho de anotações do Cláudio Werneck, que também estava por lá. Ele mantém, juntamente com a Rafaela Giordano, o excelente Le Vin au Blog. Usei a imagem, mas não pedi autorização. Será que vai dar problema?
.
.

11 comentários:

Daniel Perches disse...

Esse bloquinho é famoso no mundo inteiro! Já virou domínio público! :)
Abraços

Daniel

Rua Sem Dono disse...

Caro Vinhoparatodos!

Veja só como é interessante esse mundo dos vinhos, tentei tomar agora em 2010 um vinho dessa vinícola o LIDIO CARRARO QUORUM 2004, comentado no meu blog, numa churrascaria excelentemente conceituada aqui em São Paulo a Vento Aragano, que tem uma adega de vinhos corretíssima pra não dizer sofisticadíssima, mas ao abrir a primeira garrafa o vinho estava “morto” chamei o sommelier que confirmou e pediu para abrir a segunda que teve a mesma péssima avaliação que estava o vinho "morto”, resumindo pedi um Malbec Argentino que combinou divinamente com os maravilhosos cortes da impecável carne desse conceituadíssimo restaurante em São Paulo.

Abraços

Vinho para Todos disse...

Caro Marcos,
Pena que você tenha dado azar.
Chamo de "azar" porque provavelmente foi uma situação excepcional, um armazenamento ruim ou um problema de rolha, pois em termos de qualidade não acredito que o vinho tenha tido problemas. Conheço o produtor e bebi vinhos deles de safras mais antigas.
Mas foi muito bom seu comentário. Quem sabe o produtor ou alguém da churrascaria nos ajude a desvendar o problema.
Valeu. Saúde sempre!

Rua Sem Dono disse...

Caro Vinhoparatodos!

Se eu não me engano você é das Minas Gerais, querida terra do meu velho pai, quando fiz questão de mencionar o nome do restaurante aqui em São Paulo, não foi por status, e sim para referenciar a qualidade de sua adega, conservação e rótulos como o Petrus, Pera Manca entre outros, sobre a rolha, depois de centenas de garrafas de vinho que eu já tomei e pelos estudos e literaturas que faço, posso lhe assegurar que "acho" que sei reconhecer se um vinho esta ou não bem guardado e se a rolha esta ou não boa, mas... mesmo assim chamei o somellier, não para afirmar, e sim pedir sua opinião de especialista, que confirmou minhas suspeitas e mesmo após abrir a segunda garrafa confirmou sobre o vinho, seria muito azar só eu achar duas garrafas com problemas, mas... além disso no seu Blog na data de “05 de junho 2009” na postagem - “Lidio Carraro Quorum Grande Vindima 2005”- há um comentário do seu confrade Cristiano Orlandi do blog Vivendovinhos ele disse “Quanto ao Quorum 2005 tenho uma garrafa do 2005 descansando na minha Adega e pelo potencial que mostrou vai ficar um bom tempo por lá... Mas gostaria de colocar que o 2004 não vale metade do preço, e olha que bebí duas garrafas...”, mas... se você prefere colocar o problema mais para o restaurante como na sua colocação “Pena que você tenha dado azar. Chamo de "azar" porque provavelmente foi uma situação excepcional, um armazenamento ruim ou um problema de rolha”. Para mim tudo bem.

Abraços

Juliano Carraro disse...

Caros Amigos,
Primeiramente quero agradecer por todos os comentários feitos sobre a Lidio Carraro e dizer que nosso maior objetivo é a plena satisfação de nossos clientes. Desta forma, gostaria de agradecer ao amigo, cliente e apreciador de vinhos por ter escolhido um Lidio Carraro para acompanhar o maravilhoso churrasco da Vento Haragano. Quanto ao vinho, não tenho dúvidas de que algo de errado ocorreu, pois esta impressão está completamente fora do normal. Não tenho dúvidas também da sinceridade do amigo "Rua Sem Dono", porém foi uma grande excessão. Sendo assim, quero reparar esta situação, convidando-o a uma degustação da Lidio Carraro. Para tanto, deixo meu contato no intuito de agendar esta degustação com o vinho referido, além de outros. Contato: juliano@lidiocarraro.com ou 54 9113 9595, falar com Juliano Carraro.
Agradeço a atenção, um abraço e saúde a todos!!

Juliano Carraro disse...

Caros Amigos,
Primeiramente quero agradecer por todos os comentários feitos sobre a Lidio Carraro e dizer que nosso maior objetivo é a plena satisfação de nossos clientes. Desta forma, gostaria de agradecer ao amigo, cliente e apreciador de vinhos por ter escolhido um Lidio Carraro para acompanhar o maravilhoso churrasco da Vento Haragano. Quanto ao vinho, não tenho dúvidas de que algo de errado ocorreu, pois esta impressão está completamente fora do normal. Não tenho dúvidas também da sinceridade do amigo "Rua Sem Dono", porém foi uma grande excessão. Sendo assim, quero reparar esta situação, convidando-o a uma degustação da Lidio Carraro. Para tanto, deixo meu contato no intuito de agendar esta degustação com o vinho referido, além de outros. Contato: juliano arroba lidiocarraro ponto com ou 54 9113 9595, falar com Juliano Carraro.
Agradeço a atenção, um abraço e saúde a todos!!

jcarraro disse...

Caros Amigos,
Primeiramente quero agradecer por todos os comentários feitos sobre a Lidio Carraro e dizer que nosso maior objetivo é a plena satisfação de nossos clientes. Desta forma, gostaria de agradecer ao amigo, cliente e apreciador de vinhos por ter escolhido um Lidio Carraro para acompanhar o maravilhoso churrasco da Vento Haragano. Quanto ao vinho, não tenho dúvidas de que algo de errado ocorreu, pois esta impressão está completamente fora do normal. Não tenho dúvidas também da sinceridade do amigo "Rua Sem Dono", porém foi uma grande excessão. Sendo assim, quero reparar esta situação, convidando-o a uma degustação da Lidio Carraro. Para tanto, deixo meu contato no intuito de agendar esta degustação com o vinho referido, além de outros. Contato: juliano@lidiocarraro.com ou 54 9113 9595, falar com Juliano Carraro.
Agradeço a atenção, um abraço e saúde a todos!!

Le Vin au Blog disse...

Que honra nosso bloquinho ilustrar este post. :-)
Abraços,
Rafaela

Rua Sem Dono disse...

Caros,

Primeiro uma retificação tomei esse vinho agora em 2011 e não em 2010 como coloquei no comentário.

Para o Juliano,
Obrigado pelo convite e acho que deveria ser estendido ao Cristiano Orlandi do blog Vivendovinhoso que teve não uma impressão como eu que o vinho não agüentou os anos na garrafa, e sim que o vinho não era bom mesmo.

Para o Vinhoparatodos,
Para beber um líquido não é preciso muita coisa, e para entender se um vinho está ou não bom é preciso muito pouco, agora para se ter prazer isso é para todo mundo, graças a Deus, pois já imaginou se Deus distinguisse as pessoas para poder apreciar um ou outro prazer, seria um pouco cruel da parte Dele, não é! Por fim nas minhas próximas participações no seu Blog, vou ter mais cuidado e colocar todas as possibilidades que usei para fazer o comentário, e meu caro, por favor, parta da premissa que as outras pessoas, como você, tem uma mínima noção sobre o assunto que se propuseram a comentar.

Abraços

Beto Duarte disse...

Provei várias vezes este vinho e nunca tive esse problema. Provei inclusive agora em 2011 e ele estava perfeito. Um vinho que envelhece bem e mostra aromas de evolução sem perder a potência.
Acho que não é preciso cuidado para comentar, basta aproveitarmos as opiniões contrárias.
abraços
Beto Duarte

Vinho para Todos disse...

Marcos, Juliano e Beto, obrigado por visitarem o blog e participarem comentando a postagem.

São sempre instrutivas essas discussões. Voltem sempre.

Saúde!

VPT