24 junho 2011

Romeira Colheita Seleccionada Tinto 2008

Esse é o típico vinho para o dia-a-dia, seja porque cai bem ao paladar do brasileiro, seja porque tem bom preço (R$ 40). É produzido pela Caves Velhas na região do Alentejo, um corte de Aragonês (40%), Trincadeira (40%) e Alicante Bouschet (20%), com passagem de 6 meses por barricas francesas.

Vinho de coloração rubi, com boa transparência e lágrimas lentas. Bons aromas, com evidentes notas a frutos silvestres e flores. Na boca é macio, com taninos doces e boa acidez. Final mediano, marcado por boa fruta (algo lembrando groselha) e leve tostado. Aliás, a madeira é bem dosada e não se sobrepõe à fruta. Enfim, um vinho correto, equilibrado e gastronômico. Como dizem por aí, um "vai com tudo", como queijos, salamaria, pizza e massas leves.

.
.

4 comentários:

Anônimo disse...

40 reais pra vinho do dia-a-dia não é muito conformista?

Nos EUA um vinho neste preço tem que mostrar muita qualidade. Porque aqui aceitamos passivamente esta realidade?

J Pires/C Soares disse...

Cremos que o preço está muito inflacionado, devido à carga fiscal(taxas alfandegárias, sobretudo) que sofre ao entrar no vosso mercado. Para os amigos terem uma ideia, esse vinho aqui custa entre 4 a 5 euros (+/- 10 Reais). Por cá, é efectivamente um bom vinho do dia-a-dia!

cumprimentos

Vinho para Todos disse...

Meus caros, no Brasil a carga tributária representa algo em torno dos 35% do PIB e o vinho tem seu preço acrescido em torno dos 80% por causa dos tributos. Assim, nada me tira da cabeça que o grande vilão disso é o Governo.
É claro que importadores e varejistas colaboram com o preço, mas os tributos são os grandes responsáveis.
Saúde!!!

Anônimo disse...

não concordo que o vilão seja o governo. bebo vinho, porque posso. não é artigo de primeira necessidade, ainda mais sendo importado. há opções no mercado nacional, com pior ou melhor qualidade de um vinho, como citado, comum em Portugal.