19 junho 2011

Singular Nebbiolo 2006


Esse era o vinho da Lídio Carraro que eu mais tinha curiosidade de provar. O motivo é simples: está numa faixa de preços mais alta do que costumo comprar (na casa dos R$ 215). Tinha ouvido falar muito bem dele. Inclusive que foi colocado às cegas junto com Barbarescos de preços semelhantes e não fez feio.

Mas eu, confesso, não tenho tanta experiência com Barbarescos para fazer essa afirmação, então a análise que segue leva em consideração o que eu esperava de um 100% Nebbiolo e o que ele apresentou, sem considerar o preço, que está acima do meu cotidiano. A impressão não poderia ter sido melhor.

A coloração é um rubi com reflexos alaranjados, límpido e transparente. Aromas em grande intensidade e elegância, com traços de mel, damasco, flores, terra molhada, frutos secos. Em boca alia grande elegância e vigor. Taninos finos, ainda presentes com leve adstringência, indicando que podem evoluir. Final de longa persistência, marcado também por notas terciárias. Equilíbrio total entre taninos, acidez e álcool.

Vinho didático!
.
.

4 comentários:

Anônimo disse...

215 reais dá pra comprar um nebbiolo muito bom. E esse nem passa por madeira....

Vinho para Todos disse...

Realmente. Mas vale a pena experimentar um vinho brasileiro com uma variedade tão rara em nosso país e com tão boa tipicidade.

Não passar por madeira é uma opção que a vinícola não abre mão (pelo menos até agora).

Saúde!

BK72 disse...

E pq será que custa tão caro, se nem gastam com barrica? Qual a razão?

Abs

Marlon disse...

Provei ontem e achei o vinho excessivamente alcólico. Até o sabor da uva perdeu força, frente ao do álcool.
Talvez tenha sido somente nesta garrafa, mas não sei afirmar. Não pretendo comprar outro para tirar a prova.