09 agosto 2011

Herdade das Albernoas Tinto 2008

Escrevo sobre esse vinho no momento em que é degustado (11 de julho). Hoje de manhã, minha filha de 4 anos pediu para comermos "cachorro quente" à noite. Aproveitei que a nutricionista da casa está viajando e aceitei a sugestão. O problema é que eu queria beber vinho.

Sei que hot dog e vinho não é uma harmonização clássica ou glamourosa, mas pensei que um tinto leve e barato poderia ser uma boa opção. Se ficasse horrível, pelo menos o preço do vinho não me faria arrepender. Aqui na minha região, nas festas de criança, cachorro quente é servido com pão, salsicha, molho de tomate e batata palha. Fizemos assim.

Pensei que o maior desafio seria harmonizar o vinho com o molho de tomate. Pensei num Chianti, mas os que tenho em casa tem um preço um pouco alto para o hot dog, com todo respeito. Então, escolhi na adega esse tinto do Alentejo, elaborado pela Herdade Paço do Conde, que produz outros ótimos tintos já comentados aqui. Esse é o mais barato da vinícola (R$ 29), elaborado com as regionais Aragonez (40%), Tricadeira (40%) e Castelão (20%) e não tem passagem por madeira.

Vinho rubi, com boa transparência. Aromas de frutos delicados, groselha, framboesa. Na boca é leve, taninos macios, quase imperceptíveis, boa acidez. Repetição de muita fruta delicada. Final mediano, dominado pelas características da Aragonez (a Tempranillo para os espanhóis). Vinho simples, correto, que pode ser harmonizado com uma infinidade de pratos. Caiu bem com o molho de tomate.

Obs.: as impressões aqui descritas são anteriores à degustação de que participei no dia 26 de julho e publicadas em 2 de agosto (relembre).
.
.
.

6 comentários:

Victor Beltrami disse...

Os vinhos portugueses tem se mostrado muito versáteis, quer com seus preços mais convidativos que seus "colegas" de velho mundo, quer pelo apelo gastronômico que possuem. É sempre muito prazeroso, na minha opnião, beber um bom português aliado a uma boa mesa.

Continue com o blog, é muito bom o seu trabalho!

Sds.

Victor

http://balaiodovictor.blogspot.com

Tiago disse...

Belo Post!
Vinho com cachorro-quente! Que achado!
Saúde!

Vitor HP disse...

Vinho português com hot-dog por um brasileiro! Viva a globalização! rsrsrs... Recomendo o Quinta do Alqueve Tradicional.

Até mais!

Vinho para Todos disse...

Vitor e Tiago,

obrigado pelos comentários.

Saúde sempre!

VPT

Prof. Guilherme disse...

Prezado,

na mesma faixa de preço, tu achastes o Periquita melhor, pior ou igual a este provado. Faço esta pergunta pelas semelhanças de uvas e produção dos dois.
um abraço
Guilherme

Vinho para Todos disse...

Prof. Guilherme, ambos são vinhos básicos e para responder sua pergunta com maior precisão teria que degustar os dois juntos. Faz tempo que não bebo o Periquita.

Eles tem uma diferença que considero importante que é a predominância da Castelão no Periquita, mas não sei se num embate entre os dois seria possível notar isso.

Mas assim, na "lata", eu compraria o Herdade das Albernoas, mas porque ele está mais recente em minha memória.

Saúde.

VPT