19 outubro 2011

Fossetti Rosso Toscano IGT 2008


Bebi esse vinho no restaurante Santa Chiara, aqui em Uberlândia, acompanhado por minha esposa e filha (que, obviamente, não bebeu vinho). Um lugar bacana, com menu concebido pela chef Adelaide Engler. O serviço do vinho é delicado, bem feito, temperatura correta, garçons discretos. Alguns amigos dizem que é o melhor serviço de Uberlândia. Só acho que o restaurante merece taças melhores para seus vinhos.

Como íamos pedir carne vermelha, a decisão foi por esse tinto da Toscana, elaborado com 100% Sangiovese pela Azienda Mocali, fundada em 1960. O então proprietário foi um dos 25 fundadores do Consórcio da denominação Brunello di Montalcino. Os atuais donos, o casal Alessandra e Tiziano Ciacci, iniciaram em 1987 a aquisição de novos vinhedos e atualmente possuem 32 hectares próximos a Montalcino, mas somente 9 são destinados aos vinhedos, sendo que 6 desses estão dentro da DOCG Brunello di Montalcino.

A "azienda" produz apenas 30.000 garrafas por ano de vinhos elaborados exclusivamente com a Sangiovese Grosso e suas videiras são substituídas a cada 25 anos, uma prática na região.  

Na taça uma bela coloração rubi. Límpido, boa transparência e lágrimas grossas (13,5% de teor). Aromas em boa intensidade. Frutos maduros mais delicados, cereja, framboesa, terra e musgo. Madeira somente aparecendo mais intensamente no início do exame olfativo.

Na boca tem corpo médio, com taninos elegantes e macios, acidez marcante. Vinho com discretíssimas notas adocicadas. Bom conjunto e boa tipicidade. Final longo, com leve tostado, fruta, musgo e terra em repetição. Vinho com grande vocação gastronômica, sem dúvida.

Se você gosta de vinhos redondos demais, notas adocicadas e muita madeira, essa não é uma boa opção.

Não consegui informações sobre o preço no varejo, mas li alguma coisa sobre a boa relação custo x benefício dos vinhos desse produtor, que tem um dos Brunellos mais em conta do mercado. Quem souber algo, envie um comentário, por favor.  

Saúde a todos!

 

4 comentários:

T disse...

Grande Gil, belo post
Só de ler a descrição, já dá vontade de experimentar...
Uma pergunta: seria um supertoscano?
Grande abraço e saúde!
Tiago Bulla

Vinho para Todos disse...

Tiago, o conceito de "supertoscano" tem sido muito generalizado.

Ao que me parece, a ideia surge quando os produtores resolveram "misturar" variedades internacionais (francesas) à Sangiovese Grosso, como a Cabernet Sauvignon e Syrah, por exemplo.

Além disso, a passagem por carvalho francês em barricas de 225 litros seria imprescindível.

Desse modo, não me parece que esse se enquadre no conceito de "supertoscano"... mas é um belo vinho, gastronômico e com grande equilíbrio.

Saúde!

Gil Mesquita
www.vinhoparatodos.com

gil wine disse...

parabéns.

gil wine disse...

parabéns!