01 outubro 2011

RAR Collezione Viognier 2010 #cbe


Esse é o 60º vinho que comento para a Confraria Brasileira de Enoblogs (CBE). A escolha desse mês foi do Marcelo Di Moraes, que indicou um "vinho branco brasileiro de até $80".

Essa indicação veio a calhar, porque há tempos queria escrever aqui sobre os vinhos RAR, sigla de Raul Anselmo Randon, empresário do ramo de transportes (quem nunca viu a marca Randon nas carrocerias de caminhões Brasil a fora?), um dos maiores produtores de maçãs do país e também do queijo Gran Formagio, o primeiro "granna padano brasileiro". A vinificação fica por conta da Miolo e as uvas vem da região de Campos de Cima da Serra, uma das mais frias do país.

O vinho tem coloração próxima a um dourado claro. Boa complexidade nos aromas, frutos brancos, flores, leve baunilha. Na boca é leve, com alguma untuosidade, acidez mediana (característica da Viognier), um fundo cítrico que não percebi nos aromas e a confirmação dos frutos e flores. Final mediano. Melhor no nariz que na boca, mas parece ter condições de melhorar com algum tempo em garrafa, talvez mais 1 ano.

Vinho muito correto e elegante, com madeira bem integrada. Ao ler no contra-rótulo que teve passagem de 12 meses por barricas francesas, imaginei que fosse mais "pesado". Pela garrafa paguei $49 e por esse preço já bebi muitos outros Viognier inferiores, sem personalidade. 

Vale a experiência. Beba sem preconceitos.

Saúde a todos!





3 comentários:

Alexandre disse...

Nossa, nunca bebi este vinho, mas achei o preço atraente!

Infelizmente, quando e se chegar em Salvador, vai custar uns 80 reais...

Vinho para Todos disse...

Alexandre, talvez aqui em Minas o preço seja maior também por conta do ICMS que incide sobre bebidas alcoólicas (25%). Em média, os vinhos aqui ficam 26% mais caros.

Comprei esse pela internet, mas se diluir o preço do frete certamente ficará bem mais caro.

Saúde!

Gil Mesquita
www.vinhoparatodos.com

Tiago disse...

Senhores, não querendo causar inveja...
Comprei sábado este vinho no mercado público de Porto Alegre por 30 reais!
Mas entendo e me solidarizo a angústia dos amigos. Se alguém quiser (e souber como) posso dar uma mãozinha despachando pelo correio uma garrafa. Será que sai em conta?
Grande abraço e saúde!!
Tiago
www.universodosvinhos.wordpress.com