03 dezembro 2011

O cremoso Guatambu Poesia do Pampa Espumante Brut


Aqui em casa temos preferência pelos espumantes elaborados pelo método tradicional (Champenoise) e não escondemos isso nas postagens. Então, quando falamos que um espumante elaborado pelo método Charmat é muito bom, é porque ele rompeu até mesmo nossa preferência pessoal.

Esse Brut é produzido pela Estância Guatambu, na Campanha Gaúcha e custa em torno dos R$ 43. Foi um presente do amigo Marlan Logan, que também havia nos dado o Extra Brut já comentado aqui (relembre).

Esse brut é feito a partir de um vinho base de Chardonnay (80%) e Sauvignon Blanc (20%) da safra 2011. Foram produzidas apenas 8.200 garrafas e abrimos a de nº 3.626.

É um espumante de coloração amarelo palha. Quando servido demonstrou o visual típico dos espumantes de grande qualidade: perlage intensa, bolhas finas, constantes e ótima formação de espuma. Os aromas tem boa intensidade, frutos brancos, discreto floral e lembrança tímida da fermentação, prometendo leveza e frescor.

Na boca realmente é leve, tem boa acidez e é refrescante. Mas a surpresa ficou por conta de sua grande cremosidade. Muita fruta presente e nenhum amargor. Final de boa persistência.

Não foi elaborado para ser um espumante de grande complexidade, até por conta do tempo de autólise (4 meses), mas é corretíssimo e equilibrado, com características muito agradáveis, especialmente o frescor, delicadeza dos aromas e sua cremosidade em boca, seu ponto alto. 

Como ainda é um produto novo, de uma vinícola nova, considero-o um achado.

Compre e, se não gostar, me envie as garrafas restantes que as aceitarei humildemente.

Saúde a todos!





Nenhum comentário: