01 dezembro 2011

O vinho de nº 600 do blog e nossa escolha para a #CBE: Lariviere Yturbe Partida Limitada Malbec 2007


Essa postagem é especial por dois motivos: é o vinho de nº 600 publicado aqui e o 62º degustado para a Confraria Brasileira de Enoblogs - CBE. O tema desse mês foi escolhido pelo confrade Silvestre, editor de um dos mais importantes blogs brasileiros, o Vivendo a Vida. A escolha: "Malbec argentino de até 70 reais". 

Aqui em casa gostamos bastante de todos os vinhos da bodega Lariviere Yturbe, que já teve um de seus tintos comentados aqui (relembre), mas têm um Chardonnay também muito bom. Esse malbec está um pouquinho acima do limite proposto pelo Silvestre (R$72), mas estava em nossa adega há um tempo e resolvemos abri-lo.

É um malbec feito com uvas de Ugarteche, localidade na sub-região de Luján de Cuyo, em Mendoza, com vinhedos a 975 metros de altitude. 40% do vinho passou 14 meses em barricas francesas.

Foram produzidas 5.500 garrafas e abrimos a de nº 3.545.

Na taça um vinho de coloração rubi, com boa transparência, sem indicação visual de evolução, apesar dos 4 anos. Aromas em boa intensidade. Frutos vermelhos maduros e notas de baunilha e côco por conta da passagem por madeira. Álcool aparecendo de leve (14% de teor). Indico uma aeração de uns 20/30 minutos no decanter.

Em boca tem corpo mediano, com taninos já domados (embora com boa presença) e acidez em boa dose, deixando o vinho com indicação gastronômica. O álcool dá potência, mas sem desequilibrar. O final é de boa persistência, com presença da madeira (tabaco e baunilha), mas fruta também aparece dando seu recado. Levíssimo amargor.


Não tem a potência e fruta exuberante da maioria dos Malbec. É mais elegante, mas pede comida, especialmente carnes vermelhas grelhadas ou assadas.

Está pronto para consumo e não acredito que tenha a ganhar com a guarda.

Avaliação VPT = 87/100 pontos.

Saúde a todos!





Um comentário:

Anônimo disse...

Esse eu não conheço.

Bebi um Malbec mais básico deles e gostei muito. Vinho leve, equilibrado e sem muita madeira, com preço bom. Acho que paguei uns $40 reais, não me lembro direito.

Abs,

Cristiano Pádua