09 janeiro 2012

Já bebeu Pinot Noir com cereja? Nós bebemos: Tomero Reserva Pinot Noir 2007


A Bodega Vistalba é um dos respeitados produtores argentinos. Seus vinhos são compras seguras e aqui em casa gostamos muito da linha Tomero, que já teve um Torrontés, um Cabernet Sauvignon e um Sauvignon Blanc comentados no blog.

Esse Pinot Noir é da linha Tomero Reserva e custa na faixa dos R$ 90-95. As uvas vem do Alto Valle de Uco, em Mendoza. O vinho passa 12 meses por barricas francesas e fica mais 8 meses descansando na cave antes de ser comercializado.

Na taça a coloração é grená, com boa transparência. Aromas intensos, frutos silvestres, cereja, framboesa, especiarias e menta. Na boca tem pouco corpo, com boa acidez e presença de taninos macios. Muita fruta novamente. O álcool aparecendo "esquentando" a boca (14,6% de teor). Boa complexidade. 

O final é de boa persistência, sem amargores, com frutado e especiarias presentes. O álcool aparece novamente, mas no fim das contas é uma característica e não um desequilíbrio. 


O interessante e inusitado (pelo menos pra nós) ficou por conta de uma harmonização acidental. Estávamos com uma tábua de queijos e salamaria à mesa, e a Érika resolveu experimentar o vinho com cerejas frescas. Isso mesmo, o vinho ficou ótimo com cerejas e ao comê-las junto com o vinho os sabores se equilibraram de uma maneira muito interessante. Algo que agora parece óbvio, já que os Pinot Noir costumam ter aromas e sabores lembrando essa fruta. 

Avaliação VPT = 88/100 pontos. 

Saúde a todos. 


2 comentários:

Anônimo disse...

Infelizmente o vinho não é mais para todos ... pela faixa de preço que você tem postado os vinhos, como este de R$ 90,00, outros de 199,00 ... Saudades do vinho para todos de 3 anos atrás que realmente cumpria pelo nome do blog. Independente disto, parabéns pelos descritivos dos vinhos mais acessíveis.

Vinho para Todos disse...

Prezado,

não pense que isso não me incomoda. Gostaria de me manter fiel à proposta de comentar "apenas" vinhos acessíveis, ou seja, no valor máximo de $40-50.

mas alguns fatores contribuem para que isso não aconteça:

- como consumidor, vejo-me tentado a buscar vinhos diferentes e por vezes opto por um mais caro por pura curiosidade. É natural que o nível de exigência acabe aumentando.

- a participação em eventos de degustação me possibilitam conhecer e por consequência comentar vinhos mais caros por aqui. Saiba que não costumo comprar vinhos que custem $100. No meu dia-a-dia permaneço com os vinhos mais baratos. Esse que você comentou, por exemplo, eu ganhei de presente.

Mas quero, em minha defesa, dizer que há ainda muitos vinhos baratos aqui, alguns custando até menos de $20. Veja os vinhos de supermercado comentados só nesse ano e terá um panorama do que digo agora.

De toda sorte, valeu pelo comentário.

Volte sempre!

Saúde!