18 janeiro 2012

Um grego no supermercado: Tsantali Nemea Rouge 2008


Fui ao Carrefour e me deparei pela primeira vez com vinhos gregos na prateleira. Pelo preço, resolvi arriscar comprando dois tintos e um vinho de sobremesa (colheita tardia). Total da compra: R$80. Risco calculado.

Esse é o mais simples dos tintos que comprei, pagando R$24. É produzido na região de Nemea, uma Apelação de Origem Protegida localizada no Peloponeso.

Na taça um vinho de coloração grená, indicando delicadeza, parecendo um Pinot Noir. Aromas um tanto fechados de início, mas que se abriram um pouco com um tempo de serviço. Frutos silvestres, cereja, pó para maquiagem e algo balsâmico. 

Na boca tem pouco corpo, taninos dóceis, boa acidez, terra e frutado delicado bem presente. Lembrança de madeira muito discreta.  Final marcado pela fruta, sem complexidade e persistência mediana. Álcool a 12,5%, sem aparecer.

Vinho barato, sem defeitos, mas sem grandes atrativos, lembrando os PN de linhas mais acessíveis. Tem boa acidez para acompanhar, por exemplo, massas com molho de tomate.

Vinho que se não é excepcional, pelo menos não é um desastre. Minha avaliação é positiva considerando o preço. Se custasse R$40, por exemplo, já não seria interessante. 
 
É produzido pela Evangelos Tsantalis, casa fundada em 1890. Provavelmente é um vinho para o mercado externo, já que não vi notícia dele no site do produtor.

Saúde a todos!


5 comentários:

Daniel Perches disse...

Já provei esse vinho e gostei, também pelo mesmo critério seu, o preço.

Gostei do "aroma de pó de maquiagem". Espero que tenha sido a Erika que tenha escrito isso! :))

Abraços

Daniel

Vinho para Todos disse...

Daniel, o preço salva o vinho, realmente.

Quanto ao "pó de maquiagem", melhor não me manifestar, rsrs.

Abraço,

Gil

Anônimo disse...

Também já provei e aprovei, excelente custo benefício!

Anônimo disse...

Morei na Grécia e conheço bem vinhos gregos. O Tsantalis (pronuncia-se Tsándalis) é um grande produtor, bastante comercial mas bem honesto. Ele tem uma linha de vinhos bem variada, desde rótulos bem simples até alguns mais caros (grande reserva). No super Muffato eles têm vários vinhos Tsantalis, o Nemea eu acho de todos o mais simples. Tanto o Nemea quanto o Naousa (custam cerca de 20 reais cada) são vinhos simples e honestos, valem muito o preço. Mas eu sugiro o Metoxi, o Rapsani Reserva e o St Nicolas (vinho monástico do monte Athos). Um vinho Tsantalis na faixa dos 50 reais no Muffato é espetacular e vale cada centavo.

Ass. Théo B M

Gustavo Campello disse...

Gostaria de saber qual o tipo de uva deste vinho, não achei informação na garrafa