15 fevereiro 2012

Faroeste toscano: Rocca delle Macie Chianti Classico DOCG 2008


É arriscado afirmar isso, mas acredito que esse tenha sido o melhor Chianti que já bebi. De personalidade marcante, é um ótimo vinho numa faixa de preços interessante (R$ 65-70). Bebemos o vinho num jantar do restaurante Tróia, no hotel DPNY, em Ilhabela, no dia 6 de janeiro. Mas garanto que o lugar e a atmosfera não influenciaram na avaliação do vinho. Eu juro!

É um vinho em que predomina a Sangiovese (95%) com uma pitada de Merlot (5%), com passagem de 6 a 10 meses por barricas eslovenas e francesas. É produzido pela Rocca delle Macie, que tem uma interessante história, pois foi fundada em 1973 por um cineasta italiano de filmes de faroeste, responsável por juntar a dupla Bud Spencer e Terence Hill. A Revista Adega já publicou matéria sobre isso (leia aqui).  


Voltando ao vinho, a maioria das reclamações que ouço a respeito dos Chianti é que têm pouco corpo e alguns carecem de personalidade. Não é, em absoluto, o caso desse, que nos aromas é intenso, mesclando muita fruta e um toque de especiarias. Na boca tem taninos amigáveis e a típica acidez dos vinhos italianos. Muita intensidade e equilíbrio em boca, vocação gastronômica, final longo em que se repetem as notas frutadas, de especiarias e algum tostado conferido pela madeira. 

Compra que prometemos repetir em breve, mas não ao preço do restaurante, que foi um tanto salgado. 

Saúde a todos!


Nenhum comentário: