28 junho 2012

Nem só de Merlot vive o vinho brasileiro: Casa Venturini Reserva Tannat 2009


Tenho lido e escrito que embora a Merlot tenha sido eleita a uva "emblemática" do Brasil, nem sempre ela dá grandes resultados para todos os produtores. Há ótimos Cabernet Franc e Tannat. Esse vinho da Casa Venturini é um bom exemplo. 

Ele foi degustado às cegas juntamente com dois outros uruguaios, um deles já comentado aqui no último post, e não fez feio. Ao contrário, foi o que apresentou maior potencial de guarda, porque ainda está jovem na taça, com coloração intensa, aromas e taninos que ainda evoluirão. E o melhor de tudo: custou apenas $29, no varejo da vinícola.

Tem passagem de 18 meses por barricas de carvalho francês. Sua coloração densa, um púrpura a demonstrar juventude. Nos aromas grande destaque para frutos vermelhos maduros e especiarias. Presença de madeira bem equilibrada.

Em boca tem bom corpo, taninos firmes, que ainda vão amaciar com o tempo, mas já formando um conjunto elegante e gastronômico com a boa acidez. Final longo, marcado por boa fruta e uma clara lembrança de bala de café.

Certamente vai melhorar com o tempo em garrafa. Talvez em 2-3 anos esteja no auge. Pena que eu não tenha outra garrafa pra provar em 2015, mas se você tem, guarde-a por enquanto. 

Avaliação VPT = 87 pontos

Saúde a todos!



2 comentários:

Felipe disse...

Olá Gil. Tenho me dedicado aos brazucas ultimamente, e vou nesse! Achei uma lojinha que vende a linha toda (Chardonnay, Merlot, Tannat, Reserva Cabernet Sauvignon).
Uma vinícola bem interessante de Sant'Ana do Livramento também é a Cordilheira de Santana.
Abraço!

Gil Mesquita disse...

Felipe,

eu compraria mais de uma garrafa desse Tannat, uma para experimentar agora e pelo menos uma para guardar por um bom tempo.

Não deixe de comprar o Chardonnay Reserva deles. É muito bom.

Quanto à Cordilheira de Santana, essa é uma lacuna no meu blog. Nunca bebi um vinho deles.

Obrigado pelo comentário.

Saúde!

Gil Mesquita
www.vinhoparatodos.com