14 setembro 2012

Arriscar é preciso: Vinhas Altas Vinho Verde Branco DOC 2009


Esse vinho ficou meio esquecido em nossa adega e quando fui abri-lo fiquei um tanto apreensivo. Isso porque os Vinhos Verdes não são feitos para guarda, então é recomendado bebê-los no ano do engarrafamento ou no ano seguinte. Mas no caso desse já se passaram 3 anos. Então, o risco existia, mas o resultado foi muito bom. 

Na taça o vinho tem coloração amarelo palha, com o fundo da taça repleto de pequenas bolhinhas, responsáveis pela sensação de "agulhas", comum nos vinhos dessa região. 

Nos aromas a intensidade é boa, com muita citricidade, ervas aromáticas, e aromas lembrando borracha, petróleo. Na boca as sensações cítricas se repetem com grande intensidade, muita acidez, refrescância evidenciada pelas bolhas de gás carbônico e presença de notas minerais intensas.

Final mediano, com boa acidez. Palato com leve lembrança de mel, provavelmente em razão da idade do vinho, frutos cítricos e mineralidade marcante. Refrescante e com complexidade surpreendente.

É produzido pela Caves Velhas, com as uvas Arinto (40%), Loureiro (30%) e Trajadura (30%). Não passa por madeira, como é costume para os Vinhos Verdes e tem 10% de teor alcoólico. É vendido atualmente na casa dos R$45.

Numa das vezes em que foi degustado, harmonizou-se muito bem com um Salmão assado com molho de pepino. A acidez do vinho conseguiu suportar a acidez do molho, que leva mostarda Dijon. 

Avaliação VPT = 86 pontos. 

Saúde a todos!



2 comentários:

Anônimo disse...

Olá!

Poderia me informar quem importa esse vinho?

E onde posso encontrar?

Obrigada!

Gil Mesquita disse...

Olá,

o vinho é importado pela DOMNO DO BRASIL.

não sei dizer onde encontrá-lo sem a indicação da cidade onde está.

essa garrafa eu comprei na última viagem ao Vale dos Vinhedos.

Saúde!

Gil Mesquita
www.vinhoparatodos.com