05 setembro 2012

Os TOP 5 do Encontro de Vinhos em Ribeirão Preto: o oficial e o particular

Foto: Jane Prado (http://chateaudejane.blogsopot.com) 

No último sábado, dia 1º de setembro, aconteceu a terceira edição do Encontro de Vinhos em Ribeirão Preto, pelo segundo ano o local foi o Hotel JP, de fácil acesso para quem chega pela via Anhanguera.

Participamos da eleição do Top 5 da feira, degustação às cegas com a participação de jornalistas, blogueiros e sommeliers. Nessa oportunidade foram 18 amostras enviadas pelos expositores, sendo 2 espumantes, 2 vinhos brancos e o restante de tintos.

Apuradas as médias, o Top 5 ficou assim: 

1º - PK Zinfandel 2005, Estados Unidos, importado pela Wine Lovers. Média: 88,89 pontos .

2º - Vértice 2007, Chile, importado pela Cantu. Média: 88 pontos.

3º - Espino Chardonnay 2010, Chile, importado pela Dominio Cassis. Média: 87,11 pontos.

4º - Altos Reserva Rioja 2004, Espanha, importado pela Cálix. Média: 87 pontos.

5º - Grande Follies Aveleda 2004, Portugal, importado pela Interfood. Média: 86,89 pontos.

É claro que cada degustador teve suas impressões particulares e elegeu os seus preferidos. No meu caso, embora concorde que a eleição tenha sido muito justa e os vinhos escolhidos fossem realmente muito bons, houve uma pequena variação nas escolhas.

Em resumo, minhas maiores notas foram 88 e 89, fazendo uma seleção pessoal com os cinco melhores vinhos, dos quais três participaram do resultado final.

Empatados em primeiro lugar, com 89 pontos, ficaram os seguintes vinhos:

- Bellavista Estate Sauvignon Blanc 2012, um vinho com muita tipicidade, que no nariz não deixava dúvida de ser um SB, mas não desconfiei em nenhum momento pudesse ele vir da Campanha Gaúcha. Um surpreendente vinho branco nacional, projeto do narrador Galvão Bueno com a Miolo. 

- Altos Reserva Rioja 2004, um 100% Tempranillo da região da Rioja Alavessa, com passagem de 20 meses por barricas de carvalho francês. Tinto robusto, elegante, em ótima forma mesmo com 8 anos de idade.

- Vértice 2007, um corte de Carmenère e Syrah, do Vale de Colchagua. Tinto maduro, bom corpo e muita fruta, com passagem de 18 meses por barricas francesas. 

- PK Zinfandel 2005, um vinho norte-americano com sete anos de idade e com boa estrada pela frente. Ficou em primeiro lugar no Top 5 com média de 88,89. É rotulado como Zinfandel, mas essa uva aparece com 85%, sendo 10% de Petit Syrah e 5% para a Syrah. Passa por madeira por 18 meses, mas apenas 30% do vinho.

Ainda no meu ranking pessoal figura, com 88 pontos, mais um vinho, que não aparece entre os melhores para o júri: 

- Casadonoso D 2007, um chileno do Vale do Maule, de produção limitada. Um elegante e harmonioso corte de Cabernet Sauvignon (40%), Carmenère (30%), Malbec (20%) e Cabernet Franc (10%). Estruturado, complexo e elegante. Parece que ainda pode evoluir por alguns anos em garrafa.  Importado pela VinhoSul.

Agradecemos mais uma vez aos amigos Beto Duarte e Daniel Perches pelo convite para participarmos do júri do Top 5.

O próximo Encontro de Vinhos está agendado para a cidade de Curitiba, no dia 27 de outubro, das 14 às 22 horas, no Hotel Bourbon (Rua Cândido Lopes, 102). Será a primeira vez que o evento chega à capital paranaense, escolhida no ano passado numa votação pelo Facebook.

Saúde a todos!


Nenhum comentário: