06 fevereiro 2013

Um vinho para o Clube do Cunhado: Dancing Bull Zinfandel 2010


Depois da sogra é provável que os cunhados sejam os maiores alvos de piadas na família. Por isso mesmo foi o escolhido para dar nome ao clube dos vinhos dispensáveis, aqueles que não te dizem nada. É que numa brincadeira pelo Instagram, criamos o "Clube do Cunhado", destinado a receber esses vinhos dispensáveis.  Esse foi o primeiro selecionado.

É elaborado na Califórnia pela famosa E. & J. Gallo Winery, considerada um dos ícones na história vitivinícola dos Estados Unidos, responsável por recriar o mercado após o fim da Lei Seca, na década de 1920.  É considerada atualmente a maior vinícola familiar do mundo e o maior exportador de vinho da Califórnia.

É um 100% Zinfandel, a uva que simboliza os tintos dos EUA, com passagem de 3 meses por barricas de carvalho americano. Tem coloração púrpura. É intenso em aromas: frutos mais delicados, muita groselha, tão presene que lembrou os sucos artificiais em pó. 

Na boca tem pouco corpo. Taninos macios, quase extintos. Boa acidez. Fruta se repetindo, mineral (salgado) no palato de leve. Álcool bem presente, apesar de que outros vinhos com 13,9% não parecem tão alcoólicos. Notas adocicadas.  

Final um tanto ligeiro. Vinho simples, um pouco enjoativo pela fruta muito presente e sem grandes atrativos, especialmente considerando o preço. Não tem defeitos, mas eu não compraria novamente.


Detalhes da compra:

É importado pela Wine e foi um dos vinhos enviados aos assinantes do ClubeW, em outubro de 2012. É vendido por R$80, mas com o desconto para os associados do clube sai por R$68.

Observação: no site da vinícola é vendido, para o estado da Califórnia, a US$11,99 - aproximadamente R$24,30. A esse preço seria uma compra muito melhor.

O outro vinho do ClubeW de outubro foi um Cabernet Sauvignon do mesmo produtor, mas está abaixo desse Zinfandel e não virá para o blog, porque não agregará nada aos leitores (penso eu).  

Saúde a todos!



7 comentários:

Le Vin au Blog disse...

Rafaela, depois de ler o post:

- Claudio, temos um dancing bull, né?
- Temos um, o outro levei ontem (para um encontro com os colegas de faculdade).
- Será que você levou o que o Gil nem vai se dar o trabalho de comentar?
- "O outro vinho do ClubeW de outubro foi um Cabernet Sauvignon do mesmo produtor, mas está abaixo desse Zinfandel e não virá para o blog, porque não agregará nada aos leitores (penso eu)."
(Silêncio)
- Pois é, levei o Zinfandel...

Ou seja, estamos ferrados!

Gustavo Belli disse...

Tenho notado uma queda de qualidade no Clube Wine também, sei lá antes éramos mais surpreendido.
Outro dia troquei umas idéias com uma amigo, mais experiente do que eu e deu a palavra, virou um Clube casa FruitBombs, somente vinhos padrão, todos numa mesma linha, grande aromas , muito álcool, mas nada de mais.

Abraço!!

@GusBElli

Gil Mesquita disse...

Cláudio,

fiquei imaginando a cena da Rafaela, rsrs.

aceita uma sugestão? Dê o CS para um cunhado.

saúde!

Gil Mesquita disse...

Gustavo,

assino embaixo

mas esses dias experimentei o Carlos Reynolds, que veio numa dessas seleções mensais e gostei bastante.

ainda há uma luz no fim do túnel.

Abraço.

Anônimo disse...

Mas, se você não compraria de novo não deviam ser 2 taças ao invés de 3???

Gustavo Belli disse...

Bem lembrado o Carlos Reynolds foi um grande vinho mesmo. Mas o problema é isso, poh são 3 tentativas para um acerto. Mês q vem é o Bueno daí tão de brincadeira.

Tenho expectativa neste Bourdeaux o Cote Rone foi bem fraco tb, sei lá. Estao na lista de eliminação de 2013.

Bom Carnaval!

@GusBelli

Gustavo Belli disse...

Ontem encarei o Dancing Bull, para fazer minha prova.
Cara gostei, muita fruta realmente, leve tostado, álcool equilibrado, taninos leves.
Acho o custo alto R$ 68 para um vinho de USD 12, mas é outro discurso .

Abraço