01 abril 2013

Minha escolha para ser o 80º vinho para a CBE: Dal Pizzol Touriga Nacional 2009

O vinho não passa por madeira. É correto e fácil de agradar.

Esse é o 80º vinho comentado para a Confraria Brasileira de Enoblogs, cujo tema foi escolhido pelo confrade Maykel Campos, do blog Vinho por 2. Sua escolha foi a seguinte: "Um varietal de Touriga Nacional de qualquer região e faixa de preço."

Obviamente, minha primeira opção foi por um vinho português. Mas percorri lojas e supermercados de Uberlândia e não consegui um 100% Touriga Nacional, o que convenhamos não é muito comum nos rótulos portugueses, em que predominam os cortes. Então, comprei esse Dal Pizzol, que já teve a safra 2007 comentada aqui (relembre). 

O vinho é elaborado com uvas da Serra Gaúcha e não do Vale dos Vinhedos, ,já que a vinícola está localizada em área de Faria Lemos, pertencente ao município de Bento Gonçalves, mas fora da zona demarcada do Vale. 

O vinho não passa por madeira, mas amadurece por um período de 10 meses em tanques de inox. Após, é estabilizado, filtrado e engarrafado e permanece em média 3 meses descansando, antes de ser liberado para comercialização. Segundo o cotra-rótulo foram elaborados 5.000 litros do vinho (pouco mais de 6.600 garrafas). Comprei a garrafa de nº  4.155.

Na taça tem coloração rubi. Aromas em boa intensidade, floral (violetas) e frutos mais delicados (amoras). Na boca tem corpo leve. É macio e muito fácil de beber. Taninos dóceis, quase extintos e acidez equilibrada. Frutado e floral se repetindo, notas adocicadas, deixando o vinho bem agradável mesmo para paladares menos experientes. Final de boa persistência. Amargor discreto, sem parecer um defeito. 

Álcool a 13%, sem aparecer. Pronto para ser bebido já. Não tem grande complexidade, pois parece ter sido feito para ser bebido descontraidamente, até mesmo porque não passou por madeira. Pode acompanhar a comida do dia-a-dia, o feijão com arroz de todo brasileiro. 


Detalhes da compra:

Comprei essa garrafa na loja Bon Vivant, aqui em Uberlândia, pagando R$ 38. Mas, em lojas virtuais do Rio Grande do Sul encontrei o mesmo vinho a R$43. 

Saúde a todos!


Nenhum comentário: