04 abril 2013

Um Bordeaux acessível e com algo a dizer: La Grande Chapelle Rouge Bordeaux AOC 2010


Esse vinho é elaborado pela Antoine Moueix, fundada em 1902 e hoje pertencente ao grande grupo Advini, que controla vinícolas em várias regiões da França, como no Languedoc, Cahors, Châteauneuf-du-Pape, Chablis e Provence, além de Saint-Emilion (Bordeaux). Já teve um branco bordalês comentado aqui (relembre). 

É um corte de 60% Merlot e 40% Cabernet Sauvignon, com passagem  por barricas francesas de 6 a 8 meses. Um vinho muito correto e que representa bem o estilo de Bordeaux. Não é espetacular, mas também não é medíocre como grande parte dos vinhos da região que provamos na faixa de preços. 

Na taça a coloração é  rubi. Os aromas têm boa intensidade, frutos vermelhos, aromas terrosos, menta e chocolate. Boa complexidade. Em boca é macio, com taninos finos e grande acidez. Estão presentes as notas frutadas, mas a lembrança de terra e cogumelos aparece dando ao vinho um ar mais clássico.

Final de boa persistência, com repetição das sensações olfativas e gustativas. A cada taça os aromas e sabores se modificavam, revelando uma complexidade interessante para a faixa de preços. Recomendo beber agora, acompanhando comida. 

 
Detalhes da compra:

É importado pela Domno do Brasil e vendido em lojas virtuais na faixa dos R$ 50-55. Uma boa compra a esse preço, valendo para conhecer o estilo dos tintos da região através de um produto bem elaborado.

Saúde a todos!





Nenhum comentário: