23 maio 2013

No carrinho do supermercado :: Cousiño-Macul Don Luis Carménère 2011

Esse vinho não tem passagem por madeira, com objetivo de demonstrar as características da variedade.

Esse é o segundo vinho de supermercado que publico aqui na série "No carrinho...", um compromisso que assumi no mês passado porque grande parte dos leitores compram vinhos nas grandes redes e eu também, embora essa quantidade tenha diminuído nos últimos tempos. 

Escolhi um Carménère porque há tempos não provava um vinho dessa uva que simboliza a vitivinicultura chilena. É elaborado pela Cousiño-Macul, histórica vinícola chilena fundada em 1856, e pertence à linha mais básica deles, a Don Luis, que também conta com outros varietais: Chardonnay, Sauvignon Blanc, Merlot, Cabernet Sauvignon e Syrah. 

O vinho tem coloração rubi, límpido, de boa transparência. Não é um vinho denso como muitos Carménère no mercado. Os aromas são um tanto discretos, mais delicados, lembrando frutos vermelhos, menta, especiarias (pimenta). Simples nos aromas, até mesmo porque não recebeu a influência da madeira porque fermentado e envelhecido apenas em tanques de inox. 

Na boca melhora bastante. Tem corpo médio, muita fruta, taninos doces e macios e boa acidez. Final mediano. 

Vinho correto, simples, mas que pode oferecer uma boa experiência com essa uva, principalmente se você quer conhecer suas características, já que não tem madeira a influenciar as percepções. 


Detalhes da compra:

Esse vinho é importado pela Santar e pode ser encontrado em muitos supermercados do país. Mas, comprei essa garrafa no D'Ville, em Uberlândia, pagando R$ 35. 

Saúde a todos!



Um comentário:

Nilson Barros disse...

Prezado Gil,
boa noite.

Há alguns dias venho dando umas olhadas no blog. Obrigado por disponibilizar o conteúdo. É bem interessante.
Gostaria de conhecer mais sobre vinhos. Você poderia indicar algum curso de degustação em São Paulo? Vi uma oferta de curso no SENAC ao custo de quase R$ 400,00. Os valores praticados se aproximam dessa faixa mesmo?
Grato