29 julho 2013

Experimentamos o descontraído Houses of Mandela Sauvignon Blanc 2012

Esse vinho descansa por 4 meses em tanques de inox antes de ser engarrafado. A finalidade é dar complexidade a ele.

Na última terça-feira (23/07) participamos de mais uma edição do Wine Bar, uma degustação virtual comandada com a "presença virtual" de vários blogueiros e jornalistas de todo o país (veja o vídeo aqui). 

Dessa vez os os vinhos escolhidos foram sul africanos e importados pela Ravin, que aposta na descontração dessa linha House of Mandela para cativar consumidores que procuram bons preços e vinhos fáceis de beber. 

Essa linha entrega exatamente isso, pelo menos no Pinotage que experimentamos (relembre) e nesse 100% Sauvignon Blanc sem passagem por madeira
 
Na taça a cor é amarelo palha. No nariz os aromas não são tão intensos, mas de ótima qualidade porque todas as notas aromáticas que estamos acostumados a encontrar nessa uva estavam lá: folhas de tomate, maracujá (frutos tropicais), grama cortada, aspargos... tudo no lugar, sem exageros enjoativos. 

Na boca tem boa acidez, frutos se repetem e aparece um toque mineral interessante. Final um tanto ligeiro, mas muito agradável, com grande equilíbrio. Fácil e correto! Fará sucesso em dias quentes, o que infelizmente não foi o caso no dia da degustação, porque a temperatura aqui em Uberlândia estava na casa dos 13ºC.


Detalhes da compra: 
 
Esse vinho é importado pela Ravin, que o vende em seu site atualmente por R$ 39. Mas essa garrafa me foi enviada para prova e participação no Wine Bar do dia 23 de julho.
 
Saúde a todos!



Nenhum comentário: