06 setembro 2013

No restaurante japonês foi imbatível: Casa Valduga Espumante 130 Brut

Foto: Marcel Gussoni - www.saborsonoro.com.br

No dia 29 de agosto estive no Keiretsu, um excelente restaurante japonês aqui em Uberlândia, que funciona no Center Shopping. A convite de seu proprietário, Alexandre Rangel, participei de uma degustação onde foram apresentados alguns rótulos que farão parte da nova carta de vinhos. 

Havia espumantes, vinhos brancos e tintos. Sim, vinhos tintos, porque há clientes que não abrem mão de seu Malbec ou Cabernet Sauvignon para harmonizar com a culinária oriental. Particularmente esses vinhos não são apostas que faço, mas o restaurante precisa atender todo os gostos, não é mesmo?

Ao longo da degustação fizemos comentários sobre as harmonizações. Para o prato que levava lichia o Torrontés caiu bem, o Sauvignon Blanc suportou a pimenta de outro prato, o Pinot Noir fez bonito com alguns peixes, um espanhol "passou por cima de tudo" e por aí fomos. 

Foto: Marcel Gussoni - www.saborsonoro.com.br

Mas, de todos os vinhos da noite um foi eleito imbatível nas harmonizações, porque foi bem com quase tudo que experimentamos, da tradicional dupla sushi & sashimi até os condimentados pratos das culinárias Tailandesa e Vietnamita. Confirmou minha ideia de que espumante vai bem com quase tudo, um coringa nas harmonizações.

Esse belo espumante brasileiro foi lançado para comemorar os 130 anos da chegada da família Valduga ao Brasil. De lá pra cá ganhou inúmeros prêmios em concursos importantes mundo afora e conquistou a confiança do consumidor porque sua qualidade é mantida ano após ano. 

É elaborado pelo método tradicional (com segunda fermentação na própria garrafa) a partir das uvas Chardonnay e Pinot Noir, em processo que pode variar de 30 a 48 meses. Um espumante de boa complexidade, sem ser pesado. Ótimo frescor dado pela acidez, aromas típicos das uvas utilizadas mas também vindos da fermentação, açúcar residual em percentual que o deixa agradável, nem seco em demasia, nem adocicado a ponto de ser enjoativo. Ótimo equilíbrio, como sempre.

Nessa degustação ouvimos uma boa notícia: o objetivo do Alexandre Rangel é tornar o Keiretsu o restaurante com os vinhos mais baratos da cidade. Qualidade lá em cima e preços honestos na carta? Isso vai fazer sucesso!


Detalhes da compra:

O espumante foi servido durante a degustação da nova carta de vinhos, mas pode ser encontrado em lojas virtuais na faixa de R$ 60-70.

Saúde a todos!





5 comentários:

Ewertom Cordeiro disse...

Muito bom esse espumante! Aqui em Recife está na casa dos R$ 50, um excelente custo x benefício.

Saúde!

Alexandre Rangel disse...

Realmente Casa Valduga Espumante 130 Brut foi a melhor opção na harmonização com os sushis e sashimis. Não era apreciador da combinação vinho x culinária japonesa, mas nada como uma degustação com bons rótulos e a presença de amigos que conhecem do assunto para encorajar a experiência. Se antes minha escolha para acompanhar os sushis/sashimis estava restrita ao banchá e ao Saquê, hoje aconselho, sem medo de errar, o espumante como a primeira opção.

Gil Mesquita disse...

Ewerton,

realmente a R$50 é uma compra excelente.

aqui em MG infelizmente a tributação deixa os vinhos mais caros.

saúde!

Gil Mesquita

blogdovinho.com disse...

Gosto bastante de culinária japonesa com espumante, mas com um Riesling também vai super bem.
Abraço,

Alessandra

Anônimo disse...

Ewertom Cordeiro, aonde encontro esse espumante aqui em recife?? obrigada