04 outubro 2013

Existe merlot branco? Sim! Provamos o Dunamis Merlot Branco 2012

Durante a fermentação não houve contato com as cascas, resultando num vinho branco.

Talvez grande parte dos consumidores não imagine ser possível elaborar vinhos brancos a partir de uvas tintas. Mas, isso é muito comum especialmente na área de espumantes, porque a Pinot Noir, por exemplo, é bastante utilizada em Champagne e em outras regiões produtoras, como a Serra Gaúcha, e o resultado é um vinho branco. 

Em linguagem simples, isso é possível porque as uvas não têm contato com as cascas, a fonte da matéria corante. Se na fermentação de um Merlot - como é o caso desse vinho - não existe contacom com as cascas, o resultado é um vinho branco. No máximo terá alguns reflexos que sugerem não ser um vinho de uvas brancas.

Esse Merlot é elaborado pela Dunamis, jovem vinícola de Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha. Já havia provado o vinho em outra ocasião, quando estivemos na Escola de Gastronomia da UCS, em setembro do ano passado (relembre). Assim como naquela ocasião o vinho agradou muito. 

Na taça a coloração é amarela, mas com alguns reflexos alaranjados, sugerindo um levíssimo e rápido contato com as cascas, apesar de não ser essa a intenção. 

Aromas em boa intensidade, lembrando frutos brancos. Na boca é untuoso, com bom corpo, boa acidez e uma leve adstringência indicando uma discreta presença de taninos. É seco, gastronômico e refrescante. Final de boa persistência, com as gengivas secas e a boca salivando. É um "branco" diferente, sem dúvida. Vale conhecer, até porque tem bom preço!


Detalhes da compra:

Esse vinho é vendido na loja virtual da vinícola por $43,70. Mas essa garrafa me foi enviada para avaliação pela assessoria de comunicação da Dunamis.

Saúde a todos!



Nenhum comentário: