07 outubro 2013

Pronto pra beber agora: Chaski Petit Verdot 2008


Ganhei esse vinho da Érika no início do ano e deixamos guardado para uma ocasião especial, porque gostamos muito de vinhos com a Petit Verdot. Essa uva originária de Bordeaux (França) dá vinhos muito intensos aqui na América do Sul e que costumam envelhecer bem. Recentemente provamos um argentino da safra 2006 que estava muito, mas muito bom (relembre). 

Esse vinho é da chilena Perez Cruz, conceituada bodega do Vale do Maipo, elaborado com 92% de Petit Verdot, mas com uma pitadinha de Carmenère (5%) e Cot (3%), como a Malbec é também conhecida. Inclusive o varietal que eles elaboram com essa uva que simboliza a Argentina é assim mencionada no rótulo. Seria uma "birra" dos chilenos para não mencionarem a mais importante uva dos vizinhos?

Na taça o vinho tem uma coloração rubi, densa. Nos aromas muita fruta madura, especialmente uma lembrança muito clara de goiaba. Depois de um tempo em taça abriu-se para vegetais, especiarias, madeira presente com um elegante tostado e a lembrança de côco. 

Na boca é suculento, com acidez mediana, taninos doces e muita fruta madura. Para minha surpresa é um vinho já pronto, muito macio. Esperava um vinho mais tânico, que ainda precisasse de tempo para amaciar, mas não é o caso. Talvez ainda esteja nessa boa forma com mais um ano em adega, mas eu não guardaria mais, porque está no seu auge, acredito. 

Final de boca de média persistência, elegante, com a fruta novamente presente, especiarias e toques amadeirados.  Álcool a 14,5% dando certa potência ao vinho, mas sem desequilíbrio.


Detalhes da compra:

Esse vinho é distribuído no Brasil pela Abflug e encontrado no mercado com preços variando entre R$120-130.

Saúde a todos!



Nenhum comentário: