25 dezembro 2013

Atrasado, mas está aqui minha indicação de Pinot chileno: Chono Single Vineyards Pinot Noir 2012 #cbe

Para saber mais sobre o povo Chono, nômades que habitavam a Patagônia chilena: http://es.wikipedia.org/wiki/Chono

Esse post deveria ter sido publicado no dia 1º de dezembro, mas por uma série de motivos não consegui cumprir o prazo. A indicação desse mês para nossa Confraria Brasileira de Enoblogs foi do amigo Tiago Bulla, do ótimo blog Universo dos Vinhos, que escolheu como tema: "Pinot Noir chileno em qualquer faixa de preços".

Ontem, véspera de natal, abrimos no almoço esse Pinot que recebi de um clube de vinhos. Portanto, não comprei o vinho com o propósito de degustá-lo para esse post, mas como ele estava dando sopa na adega acabou sendo o escolhido. O resultado foi bem satisfatório. 

É um vinho que vem do Vale de Casablanca, que por sua proximidade do Pacífico e condições climáticas diferentes dos vales mais tradicionais do Chile, tem se destacado na elaboração de vinhos brancos (Chardonnay e Sauvignon Blanc) e tintos (especialmente Syrah e Pinot Noir). Os vinhedos da Geo Wines para esse vinho ficam a 25km do oceano, recebendo o frescor de seus ventos, mas já a uma distância em que as influências minerais parecem não ser tão intensas. 

Na taça tem cor de Pinot, um rubi translúcido e brilhante. 

Nos aromas bastante intensidade, com destaque para frutos vermelhos silvestres, tostado bem discreto (6 meses em barricas francesas) e notas vegetais e de especiarias em grande intensidade. 

Na boca é leve, com taninos finos e ótima acidez. Os frutos silvestres estão novamente presentes, mas perdem destaque para as sensações vegetais e de especiarias. A madeira aparece de forma muito discreta. Não é adocicado como muitos e enjoativos Pinot chilenos. 

Final mediano, mas muito agradável. Sem defeitos, pronto para beber agora. Ideal tanto como aperitivo quanto para acompanhar pratos mais simples da cozinha do dia-a-dia. 


Detalhes da compra:

Esse vinho chegou pelo ClubeW, custando para R$ 53 para os associados. A esse preço o vinho merece ser conhecido.

* Foi o 88º vinho que comentei para a nossa Confraria, primeira e única virtual no Brasil. 

Saúde a todos!



Nenhum comentário: