14 março 2014

Deu vontade de provar um tinto sul-africano? Então, recomendo esse Remhoogte Aigle Noir Blend 2010


Dia desses bateu uma vontade tremenda de beber um vinho sul-africano. Mesmo sabendo que por vezes são uma explosão amadeirada, álcool por vezes sobrando um pouquinho, gosto de procurar algo diferente para, quem sabe, me surpreender positivamente. 

Foi o caso desse blend de quatro uvas: Merlot (40%), Shiraz (27%), Cabernet Sauvignon (26%) e Pinotage (7%). Seu teor alcoólico é de 14,4% e tem passagem de 25 meses por barricas de carvalho de segundo uso. Mesmo com esses atributos (álcool + madeira) não se mostrou um vinho tão potente e está num bom momento de evolução, com bom equilíbrio. 

É elaborado pela Remhoogte Wine Estate, uma pequena vinícola familiar que elaborou seu primeiro vinho em 1995, mais especificamente cinco barris de Cabernet Sauvignon. Atualmente elabora cerca de 8.000 caixas de vinho por ano, uma quantidade bem restrita se comparada a outras vinícolas mundo a fora.

Atualmente possui 33 hectares plantados com variedades tintas e 2 hectares de "vinhas velhas" da branca Chenin Blanc, recentemente incorporada ao portfólio da vinícola. 

O vinho tem coloração rubi. Aromas intensos lembrando frutos vermelhos e negros, com notas de especiarias ao fundo. Na boca tem bom corpo, boa fruta e a presença da madeira e do álcool em equilíbrio. Um vinho sem aquelas "arestas" de alguns vinhos mais jovens do país. Acredito que a mescla de uvas foi muito bem pensada para dar essa característica de elegância e equilíbrio.

Os taninos já estão amaciados e a acidez, embora não tão presente, deixa o vinho gastronômico, pedindo carnes vermelhas. Final de boa persistência, frutado e com presença leve das notas amadeiradas. Álcool está presente, mas sem desequilibrar. Depois de algum tempo aberto ficou ainda melhor, sendo aconselhável uma aeração de uns 20-30 minutos no decanter, caso tenha esse hábito. 

Acredito que esteja próximo de seu limite de evolução, devendo ser guardado por no máximo um ano, embora esteja num ótimo momento agora.


Detalhes da compra:

Esse vinho é importado pela Grand Cru, que o vende em seu site por R$ 70. Uma boa experiência, que pode custar menos em outras lojas virtuais que também vendem esse vinho.

Saúde a todos!




Um comentário:

Anônimo disse...

Realmente é um blend muito interessante, sem aquela madeira em excesso.

Na Wine é vendido a um preço melhor para os associados.