02 maio 2014

Não é fácil encontrar um Riesling na maioria das lojas. Ainda bem que encontrei esse alemão: Eltviller Riesling Kabinett Feinherb 2012 #CBE

O rótulo é bonito, mas o vinho está à altura.

Não é fácil encontrar um Riesling pra comprar aqui na minha região. Aliás, excetuando os grandes mercados brasileiros, como São Paulo ou Rio de Janeiro, acredito que os consumidores de outras partes do país tenham a mesma dificuldade. 

Em se tratando de uvas brancas a Chardonnay, Sauvignon Blanc e Torrontés devem ocupar um percentual altíssimo dos vinhos presentes no mercado. 

Mas, com a indicação da Evelyn Fligeri (do ótimo blog Taças e Rolhas) para que um vinho com essa uva fosse o tema de maio da Confraria Brasileira de Enoblogs - CBE, tive que ir à caça e comprar pela internet foi minha única opção. 

Pensei de início em comprar um Riesling da Alemanha, país que se notabilizou pela elaboração de ótimos vinhos com a casta. E, pasmem, na maior loja virtual de vinhos do Brasil só há UMA opção de Riesling alemão. Então, não tem tu, vai tu mesmo!

Esse vinho é elaborado pela Baron Langwerth Von Simmern, na região de Rheingau. Ele não passa por madeira e o rótulo já indica que é um meio-seco (Feinherb). Já a expressão Kabinett indica um vinho leve e refrescante, ideal como aperitivo. Se quiser comprar um vinho alemão seco, procure por um Trocken.

Na taça é bem claro, com reflexos esverdeados. Quando servido apresentou um leve frisante, um pouco de efervescência que desapareceu a partir da segunda taça.

É muito aromático, com lembrança de flores, pêssego, maçã. Em boca eu esperava um vinho com adocicado mais intenso, mas a alta acidez e a mineralidade marcante deixou o vinho muito mais atraente. É gastronômico, nada enjoativo. Vai agradar o degustador mais experiente e também o iniciante.  

Final longo, com lembrança mineral e boca salivando por conta da acidez. A sensação adocicada está presente, mas sem prejudicar o conjunto. No céu da boca a boa lembrança de flores e frutos.

Um vinho leve, com 11,5% de álcool. Está pronto para beber agora e deve ser servido numa temperatura entre 8 e 10ºC. Será um bom par para risotos ou massas com frutos do mar, ceviche e comida japonesa.  

Detalhes da compra:

Comprei esse vinho no site da Wine, pagando R$73 por ser associado ao clube deles. Para quem não é sócio o preço é R$86. 

* Esse é o 93º vinho que comento para a CBE, a primeira e única confraria virtual do Brasil.

Saúde a todos!  



Nenhum comentário: