05 maio 2014

Um tinto muito agradável do Rhône: Le Paradou Grenache 2012

O produtor aposta em duas uvas nessa linha Paradou: Grenache (tinta) e Viognier (branca)

Aqui em casa gostamos de vinhos com a uva Grenache, originária da Espanha e que chegou à França na Idade Média pelas mãos de peregrinos que retornavam de Santiago de Compostela. É variedade muito importante nos vinhos de Châateauneuf-du-Pape e faz ótimos vinhos no Vale do Rhône e no Langedoc Roussillon. 

Esse é elaborado pelo Château Pesquié, pertencente à Famille Chaudiere, na região do Rhône, mais especificamente na famosa sub-região de Ventoux. As uvas são originárias de vinhas antigas, com mais de 75 anos de idade. 

Na taça a coloração é rubi. Aromas muito frutados, amoras. Discreto floral e especiarias (pimenta).

Tem corpo mediano, suculento, muita fruta compotada, especiarias, pimenta, acidez marcante, mineralidade bem presente e taninos finos. Final de média persistência, com frutos silvestres, mas o palato é marcado pelas notas minerais.

Agradável, fácil e gastronômico. As notas doces fazem parte de um estilo que não me agrada muito, mas a qualidade desse vinho do Rhône está lá em cima e não há como não reconhecer isso. Tem 13,5% de teor alcoólico.

Será um ótimo companheiro para lasanha e massas com molhos vermelhos, porque sua acidez dá conta do recado.


Detalhes da compra:

Comprei esse vinho pelo site da Sonoma e paguei algo em torno de R$75. Se ainda estiver em estoque, pode comprar. 

Saúde a todos!


Um comentário:

Rodrigo disse...

e que embalagem bacana, não? simples, amigável e ainda elegante. Certamente chamaria minha atenção e despertaria curiosidade.
abraços