02 julho 2014

Um grande vinho italiano para celebrar a amizade: Mastrojanni Brunello di Montalcino DOCG 2007

Vinho de muita complexidade e caráter gastronômico. Um show na taça!

Quando o amigo Cristiano Orlandi (Vivendo Vinhos) esteve por aqui com sua esposa, no mês passado, abrimos alguns vinhos especiais, guardados há algum tempo na adega. E, como ele mesmo observou num post recente (veja), algo curioso acontece quando os blogueiros de vinho se encontram: sempre há um grande vinho italiano para ser aberto!

Minha escolha dessa vez foi um Brunello di Montalcino, vinho da importante região da Toscana, elaborado exclusivamente com uvas Sangiovese Grosso. Tem passagem de 36 meses por barricas de carvalho francês e mais 8 meses maturando nas caves da vinícola antes de ir para o mercado. O produtor é a Mastrojanni, casa fundada em 1975 pelo advogado Gabriele Mastrojanni.

Em dezembro do ano passado comentei aqui um Rosso di Montalcino do mesmo produtor (relembre), mas com esse Brunello subimos alguns degraus em qualidade e em preço. Infelizmente, aqui no Brasil não há como não desembolsar algumas centenas de reais para provar um vinho dessa categoria.

Na taça a coloração é característica, um rubi de boa transparência com alguns reflexos grená. No nariz os aromas são muito intensos e de grande complexidade: frutos vermelhos, tabaco, couro, ervas aromáticas, terra molhada. Na boca impressiona pela acidez e pelo grande equilíbrio. A complexidade dos aromas se repetem, com muita fruta acompanhada por todas as sensações conferidas pela madeira e pelo tempo de evolução em garrafa. 

Final longo, de muita personalidade e com vontade de mais um gole. Está em ótimo momento de evolução agora aos 7 anos, mas ainda tem estrada pela frente. Tenho em casa uma garrafa da safra 2008, que vai ficar guardada por algum tempo ainda.   

A lista de harmonizações possíveis é grande, como carré de cordeiro, alcatra ao molho de nozes, mas no dia o Cristiano fez uma massa com ragu de cupim. Ficou excelente!
 
 
Detalhes da compra:
 
Esse vinho é importado pela Domno e vendido em lojas virtuais a preços muito variáveis, de R$300 a R$420, indicando que vale uma boa pesquisa antes de fechar a compra. 
 
Saúde a todos!



2 comentários:

Xandão disse...

Caro Gil, comecei a acompanhar seu blog há pouco tempo e hoje passei a segui-lo pelo Instagram. Parabéns pelo trabalho! Espero continuar aumentando meus conhecimentos e seu blog me ajudará nisso com certeza.

Em relação ao Brunello, você menciona " algumas centenas de reais". Tenho aqui em casa guardado um da Casa del Cervo 2006 que custou por volta de R$ 150.

Pergunto a você: bebo agora, ou guardo? Foi uma boa compra?

Grande abraço!

Alexandre

Administrador disse...

Xandão,

obrigado pelo comentário. Fico feliz em poder ajudar de alguma forma.

quanto ao Brunello que você mencionou, eu não conheço. Geralmente esses vinhos suportam bem a guarda, mas isso varia muito de produtor para produtor e as condições em que foi armazenado pelo consumidor.

eu, sinceramente, abriria agora em 2014 para não correr maiores riscos.

abraço!

Gil Mesquita