18 agosto 2014

Esse não foi feito para andar sozinho: Gran Lovara 2008


Conheço esse vinho há alguns anos, desde nossas primeiras viagens à Serra Gaúcha. Pertence à linha "Super Premium" da vinícola Lovara, fundada em 1967 pela família Benedetti, originária de Lovara, província de Vicenza. Em sua elaboração conta com uma antiga parceria com a gigante Miolo.   

O vinho é um corte de três variedades: Merlot (60%), Cabernet Sauvignon (25%) e Tannat (15%), com passagem de 12 meses por barricas francesas e americanas. Tem 14% de álcool. 

Na taça a cor é rubi. Aromas lembrando frutos negros, especiarias, frutos secos, couro e algo defumado. Na boca me pareceu menos encorpado que em outras safras. Taninos finos e grande acidez. Madeira aparecendo, mas bem integrada à fruta. A complexidade do olfato se repete em boca. 

Final de média persistência. No palato, madeira, especiarias, frutos negros e café. Vinho seco, sem notas adocicadas, gastronômico e parece num bom momento para degustação. Em minha opinião, não é vinho para ser bebido sozinho: ele precisa de um bom prato para mostrar o seu melhor!


Detalhes da compra:

Esse vinho me foi enviado pela assessoria de comunicação da Importadora Cantu, responsável por sua distribuição em todo o país. O preço de venda, segundo a importadora, é de R$ 75.

Saúde a todos!




2 comentários:

Luis Santos disse...

Bons tempos quando eu comprava o Lovara Grande Reserva Cabernet Sauvignon 1999 por menos de R$ 30...

Anônimo disse...

Olá a todos!
Tenho a impressão de que nessa safra o vinho caiu bastante em qualidade. Lembro de safras anteriores em que parecia um Bordeaux. Agora ficou menos interessante. E caro!